Alunos ocupam alojamento estudantil que deveria estar pronto há 3 anos

Eles alegam que o o prédio nunca foi entregue, apesar de já estar com 160 quartos prontos, e que alguns estudantes tiveram que desistir das aulas por falta de condições financeiras

iG Minas Gerais | JULIANA BAETA |

Obras de alojamento estudantil estão atrasadas
Reprodução/ Facebook
Obras de alojamento estudantil estão atrasadas

O reitor da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM) em Diamantina, deve pedir nesta segunda-feira (2) a reintegração de posse de um prédio ocupado por estudantes desde o último sábado (30). Eles pedem lutam pelo direito de moradia no local, já que o prédio deveria estar pronto há três anos e ainda não foi finalizado.

Segundo um dos estudantes, do campus Diamantina, os alunos ocuparam as obras do Alojamento Estudantil, porque a assistência da universidade não atende a toda demanda. “O prédio estava previsto para entrega pela reitoria há mais de três anos e, apesar de cerca de 160 quartos já estarem prontos há algum tempo, nenhuma ação ainda foi tomada para entregá-los à comunidade acadêmica”, contou.

Ainda de acordo com o estudante, alguns alunos já tiveram que voltar para as suas cidades e abandonar os estudos porque não tinham condições financeiras de estudar se moradia na cidade. Os ocupantes alegam que a administração da UFVJM tem investido em cursos novos, como o prédio de Geologia, que ficou pronto antes de o curso começar. “Coincidência ou não, essa é justamente a área de trabalho professor Pedro  Ângelo, o reitor”, salientou o aluno.

A assessoria de comunicação da universidade informou que cerca de 50 alunos ocupam o prédio e que o reitor deve entrar com o pedido de reintegração de posse. Ela também disse que o problema nos atrasos das obras se devem “à máquina burocrática” do poder público. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave