Minientrevista

Luiz Marcelo Aiello Viarengo - Médico angiologista e cirurgião vascular

iG Minas Gerais |

Quais são os fatores de risco para o aneurisma abdominal? Alguns fatores de risco que estão associados a ele são: ser do sexo masculino, fumante ou ex-fumante, idade superior a 50 anos, pressão arterial alta, aterosclerose, histórico familiar e colesterol elevado, dentre outras situações.

Como é o tratamento? Se o aneurisma da aorta abdominal (AAA) for menor que 5 cm, dependendo da avaliação do médico, do tipo de aneurisma, presença ou não de alguns sinais de complicação e dos fatores de riscos associados, pode ser recomendado um seguimento clínico com ultrassom abdominal anual ou semestral para verificar se o aneurisma não está aumentando. Se for maior do que 5,5 cm ou se estiver crescendo rapidamente, o paciente passará por uma cirurgia.

Como é a cirurgia? A cirurgia de tratamento para o aneurisma da aorta abdominal pode ser aberta ou endovascular, método minimamente invasivo. Se tudo transcorrer dentro do esperado, o paciente pode voltar para casa em pouco tempo.

Como a doença é silenciosa, quais são as precauções que a pessoa deve tomar? Há necessidade de exames de rotina para verificar a possibilidade de ocorrência da doença.

Qual é a mortalidade, uma vez diagnosticado? Quais são os fatores que influenciam nessa mortalidade? No Brasil, 6.500 pessoas morrem de aneurisma da aorta abdominal por ano. O principal fator é a falta de diagnóstico precoce, já que a doença é silenciosa. A causa principal que influencia está ligada aos fatores de risco já mencionados. (RS)

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave