Atlético-PR derrota o Figueirense e complica o rival

Douglas Coutinho fez os três gols do Furacão, com Everaldo anotando o tento da equipe catarinense

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

A partida desta domingo, antes do intervalo da Copa do Mundo, teve o pior resultado possível para o Figueirense. Jogando em casa, o time de Florianópolis chegou a pressionar e, quando esteve atrás no resultado, tentou buscá-lo. Mas foi superado por 3 a 1 pelo Atlético-PR na nona rodada do Brasileirão. Sem pontuar, o Figueirense vê cada vez mais distante a chance de sair da parte de baixo da tabela. O Atlético-PR vai para o descanso em uma posição confortável.

O jogo começou devagar para o Figueirense, sem muitas jogadas agudas. O Atlético-PR tomou a iniciativa e foi o primeiro time a investir contra o adversário. Até os 10 minutos, pelos menos três finalizações explodiram na zaga do Figueirense ou passaram perto do gol. Foi quando o time da casa decidiu reagir. No contra-ataque, Ricardo Bueno cruzou para Everaldo, que no cabeceio obrigou o goleiro Weverton a defender com o pé esquerdo.

O time da casa sofreu no primeiro tempo. Além das investidas do adversário, o técnico Guto Ferreira foi obrigado a fazer duas substituições por causa de lesão: o meia Giovanni Augusto por Vítor Júnior e o atacante (que estava jogando bem) Ricardo Bueno por Dudu. Sem conseguir adaptar o esquema tático, o Figueirense cedeu. Aos 47 minutos, Douglas Coutinho marcou, desviando um cruzamento preciso de Sueliton, para abrir o placar.

Na segunda etapa, o time da casa aumentou o ritmo de jogo para conseguir o empate. Logo aos 4 minutos, Marco Antônio chegou na velocidade e arriscou um chute perigoso para Weverton defender.

Enquanto o Figueirense pressionava, o Atlético-PR fortaleceu a marcação e o contra-ataque. A estratégia deu certo: aos 7 da segunda etapa, Coutinho marcou o segundo.

Com mais posse de bola no segundo tempo, foi natural o cansaço dos jogadores do Figueirense. O ritmo de jogo diminuiu para os dois lados. O gol do time da casa saiu em uma jogada isolada de França, que lançou para Everaldo sozinho na área, enfim, diminuir o placar.

Segurando o resultado até o final, o Atlético-PR conseguiu ainda aumentar o placar, com mais um gol de Coutinho, aos 47 do segundo tempo.

FICHA TÉCNICA

FIGUEIRENSE 1 x 3 ATLÉTICO-PR

FIGUEIRENSE - Tiago Volpi; Leandro Silva, Marquinhos, Thiago Heleno e Ivan; Nem, França, Marco Antônio (Jonathan) e Giovanni Augusto (Vítor Júnior); Ricardo Bueno (Dudu) e Everaldo. Técnico: Guto Ferreira.

ATLÉTICO-PR - Weverton; Sueliton (Mário Sérgio), Cleberson, Léo Pereira e Natanael; Deivid, Otávio, Bady (Nathan) e Marcos Guilherme; Douglas Coutinho e Ederson (Cléo). Técnico: Leandro Ávila.

GOLS - Douglas Coutinho, aos 47 minutos do primeiro tempo; Douglas Coutinho, aos 7 e aos 47, e Everaldo, aos 28 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Marquinhos, Vítor Júnior e Nem (Figueirense); Deivid, Léo Pereira, Douglas Coutinho e Natanael (Atlético-PR).

ÁRBITRO - Raphael Claus (SP).

RENDA - R$ 59.520,00.

PÚBLICO - 4.885 pagantes.

LOCAL - Estádio Orlando Scarpelli, Florianópolis (SC).

Leia tudo sobre: atletico-prcampeonato brasileirofigueirense