Diretoria do Galo busca novos reforços antes da viagem para a China

Até o momento, Atlético confirmou apenas a contratação do meio-campista Maicosuel, ex-Udinese

iG Minas Gerais | VICTOR MARTINS |

Maluf não quis explicar se demora em regularização de contrato foi motivada por novas exigências de Ronaldinho
BRUNO CANTINI/ATLÉTICO
Maluf não quis explicar se demora em regularização de contrato foi motivada por novas exigências de Ronaldinho

A semana vai ser de folga para os jogadores do Atlético. Desde sábado, depois da partida contra o São Paulo, os atletas alvinegro foram liberados para alguns dias de folga. O time retorna ao trabalho somente no dia 11. No entanto, nem todos devem se reapresentar ao técnico Levir Culpi.

O treinador do Galo também espera que os reforços cheguem até a semana que vem. Por isso, enquanto os jogadores vão descansar, a diretoria alvinegra promete trabalhar.

Por enquanto, o único nome certo é o do meia Maicosuel. O jogador, que estava na Udinese, da Itália, já foi aprovado nos exames médicos e assinou contrato por cinco anos. Depois da derrota para o São Paulo, o treinador atleticano se mostrou bastante confiante sobre a chegada de outros jogadores.

“É claro que a última palavra fica com o presidente Alexandre Kalil. Ele que tem o controle da parte financeira e está sempre preocupado em nos dar o melhor elenco possível para a gente alcançar bons resultados. Precisamos fazer alguns ajustes. Mas posso dizer que este também é o pensamento da diretoria. Então, acho que podemos qualificar o nosso elenco”, comentou Levir Culpi, que não dá dicas sobre quem pode chegar.

Mas para a chegada de novos reforços, o pensamento do Atlético é de liberar alguns jogadores. Embora o clube tenha sofrido baixas recentemente, como o retorno do zagueiro Otamendi ao Valência e a não renovação de contrato com o atacante Fernandinho.

“Vamos fazer algumas mexidas no elenco. Estamos em busca de dois a três jogadores de nível. Assim, dois ou três jogadores também devem deixar o clube. A nossa vontade é contar com todo mundo na data do retorno aos treinos”, disse o diretor de futebol do Atlético, Eduardo Maluf, à Rádio Itatiaia.

Apesar de ter a meta de contratar grandes jogadores, a diretoria do Atlético descarta fazer qualquer ação que comprometa financeiramente o clube. Segundo Maluf, o clube não vai entrar em leilão. Até por conta dessa postura, o Galo tem encontrado dificuldade para superar os rivais na busca por reforços. O melhor exemplo foi a ida do uruguaio Nicolás Lodeiro do Botafogo para o Corinthians.

“O futebol brasileiro está fazendo loucura, pagando muito acima da capacidade dos clubes. E isso o Atlético não vai fazer. Também não vamos entrar em nenhum tipo de leilão. Vamos contratar e pagar dentro da nossa realidade”, disse Maluf, que espera fechar todos os negócios até o dia 11, quando o time retorna aos treinos.

Leia tudo sobre: atleticogalo