Seleção deixa Teresópolis com destino a Goiânia

Na próxima terça-feira, o Brasil encara o Panamá em amistoso preparatório para a Copa do Mundo

iG Minas Gerais | THIAGO NOGUEIRA |

Moradores da região se arriscavam perto de cercas de arame para ver a seleção
douglas magno/O Tempo
Moradores da região se arriscavam perto de cercas de arame para ver a seleção

Teresópolis (RJ). A seleção brasileira deixou a Granja Comary, em Teresópolis, na noite deste domingo rumo ao Rio de Janeiro, onde embarca para Goiânia. Na terça-feira,  o Brasil faz amistoso contra o Panamá, no Serra Dourada.

Pela primeira vez, o trabalho de escolta teve a participação Exército Brasileiro. Na última semana, a presidente Dilma Rousseff reclamou do esquema de segurança na saída do ônibus da seleção do Rio para Teresópolis, quando manifestantes chegaram perto do veículo e colaram adesivos.

Neste domingo, além de jeeps e motocicletas do Exército, também participaram da escolta veículos do Batalhão de Choque da Polícia Militar, Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal. Alguns policiais estavam à paisana. Chovia fino no momento. Não havia manifestações em Teresópolis, mas existe a possibilidade de protestos no Rio de Janeiro.

Parte da BR-116, até o Rio, será interditada para dar passagem para a seleção. O volante Paulinho, machucado, e o zagueiro Thiago Silva e o volante Fernandinho, para aprimorar a condição física, ficam em Teresópolis.

Na porta da Granja Comary, dezenas de torcedores fizeram sentinela durante todo o dia. A família mineira de  torcedores do Cruzeiro chegou às 11h. Eles são naturais de Teófilo Otoni, terra natal do atacante Fred, mas moram em Angra dos Reis (RJ) há 12 anos. "Viemos aproveitar o fim de semana e ver a seleção”, conta o comprador de hortifrúti, Advânio Carlos Bispo.

Leia tudo sobre: Copa do MundoGranja ComarySeleçãoGoiânia