Cruzeiro 'joga fácil' e não tem dificuldades para vencer o Flamengo

Equipe celeste venceu por 3 a 0 com gols de Ricardo Goulart, Everton Ribeiro e Borges no Parque do Sabiá

iG Minas Gerais | BRUNO TRINDADE |

Com um futebol rápido e envolvente, o Cruzeiro, melhor time do Campeonato Brasileiro, atropelou o Flamengo. Mostrando muita superioridade técnica e tática, a Raposa goleou o rubro-negro por 3 a 0, na tarde deste domingo, no Parque do Sabiá, em Uberlândia, pela nona rodada do Campeonato Brasileiro, a última antes da Copa do Mundo.

O resultado garantiu aos mineiros a liderança isolada, com 19 pontos, deixando o clube tranquilo para o recesso da competição. Além da ponta da tabela, a agremiação estrelada reafirmou ainda mais a sua condição de favorita para levantar o caneco e para conquistar o tetracampeonato nacional.

Para fugir da forte marcação do Flamengo, o Cruzeiro começou a partida investindo nas jogadas pelas laterais, com Mayke e Egídio descendo com frequência, confundindo o adversário. Logo aos 3 min, Borges desperdiçou uma grande chance. Ele recebeu de Ricardo Goulart, tirou a zaga da jogada e, dentro da área, isolou.

Aos poucos, como buscava a primeira vitória sob o comando de Ney Franco e ainda queria deixar a zona de rebaixamento, o rubro-negro melhorou na partida e passou a chegar com perigo. Porém, quando os cariocas ensaiavam equilibrar o jogo, a Raposa mostrou porque é o líder e tem um dos melhores times do Brasil. Aos 15 min, após uma linda triangulação ofensiva, Everton Ribeiro cabeceou por meio para Goulart, que fuzilou de pena esquerda e abriu o placar.

Três minutos depois, a superioridade estrelada novamente se traduziu em gol. Henrique roubou a bola e lançou para Everton Ribeiro. O camisa 17 entrou na área e chutou cruzado, ampliando o marcador.

O Fla pouco assustava e, quando chegava na cara do gol, pecava nas finalizações, como Paulinho, aos 27 min, parando em Fábio, e Samir, aos 35 min, perdendo uma boa chance dentro da área .

Os mineiros seguiam levando muito perigo, principalmente com Ricardo Goulart e Everton Ribeiro, que arrancavam com muita velocidade e toques rápidos, deixando a marcação flamenguista totalmente perdida. Após perder duas boas chances, com Ribeiro e Borges, o próprio camisa 9 ampliou o marcador. Após outra grande triangulação ofensiva, Goulart recebeu na esquerda e chutou cruzado. Paulo Victor deu rebote e o centroavante baiano mandou para o fundo das redes, decretando o resultado da primeira etapa.

No segundo tempo, o Cruzeiro voltou com tudo. A 1 min, Bruno Rodrigo desviou escanteio e quase marcou. Aos 4 min, Goulart cabeceou dentro da pequena área, para uma grande defesa de Paulo Victor. Se no primeiro tempo o Fla tentou algumas jogadas, na etapa derradeira os rubro-negros já estavam nocauteados, e não conseguiram sequer esboçar uma reação.

Como não tinham nada com isso, os cruzeirenses seguiram pressionando. Aos 21 min, Goulart, na marca do pênalti, chutou pra fora. Aos 37 min, Luan mandou uma bomba e Paulo Victor salvou. Apesar da superioridade, a Raposa não conseguiu fazer mais gols, mas não teve a meta ameaçada, manteve o resultado e a liderança do Campeonato Brasileiro.

FICHA TÉCNICA

Motivo: Nona rodada do Campeonato Brasileiro Estádio: Parque do Sabiá, em Uberlândia (MG) Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP) Gols: Ricardo Goulart, Everton Ribeiro e Borges (C) Cartões amarelos: Luiz Antônio (F) Público e renda: Não divulgados

Cruzeiro: Fábio; Mayke, Léo, Bruno Rodrigo e Egídio; Nilton, Henrique, Everton Ribeiro, Ricardo Goulart (Luan) e Marlone (Elber); Borges (Júlio Baptista). Técnico: Marcelo Oliveira

Flamengo: Paulo Victor; Léo Moura, Chicão, Wallace e Samir (João Paulo); Amaral (Gabriel), Márcio Araújo, Luiz Antônio e Negueba; Paulinho e Alecsandro (Mugni). Técnico: Ney Franco

Leia tudo sobre: cruzeiroraposacampeonato brasileiroflamengouberlandia