Federer perde para Gulbis e cai nas oitavas em Paris

Tenista suíço buscava alcançar as quartas de final do torneio francês pelo 10º ano seguido

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

O time suíço vive grande fase nesta temporada, com o retorno de Federer ao grupo
Divulgação
O time suíço vive grande fase nesta temporada, com o retorno de Federer ao grupo

Roger Federer foi mais um favorito a se despedir de Roland Garros, na manhã deste domingo. Longe de suas melhores atuações, o suíço não resistiu ao letão Ernests Gulbis e foi eliminado nas oitavas de final depois de uma batalha de cinco sets, com parciais de 6/7 (5/7), 7/6 (7/3), 6/2, 4/6 e 6/3. Ao vencer o recordista de títulos de Grand Slam, com 17 troféus, Gulbis faturou o maior triunfo de sua carreira.

Neste domingo, Federer buscava alcançar as quartas de final de Roland Garros pelo 10º ano seguido. A última vez que o suíço não alcançou esta fase foi em 2004, quando caiu diante do brasileiro Gustavo Kuerten, na terceira rodada. Na época, tinha apenas dois títulos de Grand Slam no currículo.

Com a derrota, Federer repetiu a campanha decepcionante do US Open, de 2013. E Nova York, ele também foi eliminado nas oitavas de final. Dos últimos quatro torneios de Grand Slam, o suíço passou das oitavas somente no Aberto da Austrália, quando foi até a semifinal e fez grandes exibições.

Aos 32 anos, o tenista acabou de se tornar pai de dois gêmeos - já tinha duas meninas gêmeas -, o que afetou sua preparação para Paris. Mesmo assim, deve ser alvo de novos rumores sobre sua aposentadoria, principalmente em razão das oscilações na temporada. Neste ano, o atual número quatro do mundo disputou quatro finais e venceu apenas uma

Enquanto o suíço parece se aproximar do fim de sua carreira, Gulbis vive seu auge. Aos 25 anos, faturou dois títulos em 2014, o último deles na semana anterior a Roland Garros, em Nice. E segue embalado, com sua melhor posição no Rankin - é o atual 17º colocado. Nas quartas de final de Roland Garros pela segunda vez vai enfrentar agora o checo Tomas Berdych.

Para avançar na chave, o letão precisou superar as próprias oscilações e contou com vacilos de Federer para triunfar. Gulbis saiu na frente nos dois primeiros sets, com quebras de saque no início. Mas não sustentou a vantagem. E só venceu a segunda parcial no tie-break.

No terceiro set, então, decidiu reagir. E não deu sossego ao suíço, que abusou dos erros - foram 59 em toda a partida, contra 53 do letão. Mas, novamente, Gulbis não manteve o ritmo. E Federer buscou novo empate na partida, principalmente depois que o rival precisou de atendimento médico em quadra, por conta de dores nas costas.

Na quinta e decisiva parcial, Federer foi mais irregular e começou muito mal. Sofreu a quebra logo no início e não teve forças para reagir. Confiante, Gulbis desta vez sustentou a dianteira no placar e fechou a partida em 3h42min.

Leia tudo sobre: tenisfedererroland garros