Dica é fugir do teto e comprometer só 20%

iG Minas Gerais |

 Pela regra do crédito consignado, o aposentado e pensionista não pode comprometer mais de 30% do salário com os empréstimos descontados em folha. Mas isso acontece e a saída, muitas vezes, é tentar renegociar a dívida. “Tive um caso de uma senhora com renda de R$ 1.900, mas, devido aos empréstimos, só recebia R$ 300. Nesses casos, quando já foi tentada uma renegociação com o banco, a solução é pedido de revisão do empréstimo na Justiça”, afirma o advogado Leonardo Penido.

Para fazer o empréstimo caber no teto de 30%, muitas vezes a saída dos bancos é aumentar o prazo. Em vez de dever 60 meses, o aposentado passa a dever 90 meses. “Sugerimos não comprometer mais do que 20% da renda bruta”, aconselha.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave