Tecnologia, beleza e alta velocidade juntas num cupê

Jaguar F-Type é capaz de atingir 300 km/h, mas também entrega design arrebatador e interior muito sofisticado

iG Minas Gerais | Raimundo Couto |

Engenharia. Cupê inglês pode ser equipado com amortecedores adaptativos
Fotos Marcos Camargo/Jaguar/Divulgação
Engenharia. Cupê inglês pode ser equipado com amortecedores adaptativos

São Paulo. Mesmo tendo enfrentado dificuldades nos últimos anos, com as sucessivas mudanças em seu controle acionário, a Jaguar, lendária marca inglesa que já foi da Ford e hoje pertence à indiana Tata Motors, nunca perdeu o foco na qualidade e no perfil de seus produtos, que transpiram esportividade. Hoje, vivendo tempos de calmaria em seu comando, segue projetando um futuro que passa, inclusive, pelo Brasil, com os anunciados planos de erguer uma planta industrial em Itatiaia (RJ). Mas enquanto essa história permanece no campo das probabilidades, haja vista a pouca confiança em investimentos futuros em um país que muda constantemente as regras do jogo econômico, a montadora, sediada no Reino Unido, mostra sua disposição de crescer nos principais mercados mundiais. Para isso, é necessário mostrar agilidade, como estão fazendo ao importar para o Brasil o F-Type Coupé, ainda uma novidade até mesmo na Europa, onde o modelo desperta curiosidade quando passa desfilando as belezas de suas linhas. Assim como no Velho Continente, a gama chega por aqui completa. Começa no modelo V6 3.0 de 340 cavalos, passa pelo F-Type S V6 3.0 de 380 cv e vai até o foguete F-Type R V8 5.0 de 550 cv, este último com compressor mecânico, duplo intercooler e mapeamento diferente. A expansão global da marca depende muito desse modelo, que já contava com uma versão conversível, lançada no Brasil há menos de um ano. Como concorrente direto, a Jaguar elegeu o Porsche 911, que se tornou o inimigo a ser batido. O emblemático esportivo alemão, lançado há meio século, vendeu em 2013 mais de 30 mil unidades em todo o mundo. E na disputa pela preferência do exigente e abonado potencial comprador de um carro nesse patamar de preço, é preciso que o produto tenha muitos predicados. Como é o caso do F-Type, que se destaca, também, pela maciça utilização de alumínio e na incorporação do teto para tornar o Jaguar mais resistente às torções de todos os tempos. E, além de belo, é veloz: sai da imobilidade para atingir os 100 km/h em pouco mais de 4 s. A velocidade máxima é limitada eletronicamente em 300 km/h. Todos os motores da linha transmitem movimento às rodas traseiras por meio de uma caixa automática Quickshift de oito velocidades, que pode ser controlada de modo manual pelas “borboletas” no volante ou pela alavanca de câmbio no console central. O jornalista viajou a convite da Jaguar

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave