Missão madrinha de casamento

Fizemos um guia especial para você brilhar no dress code sem roubar a cena da noiva

iG Minas Gerais | Lorena K. Martins |

No casamento de Carrie Bradshaw, em Sex and the City, cada madrinha escolheu uma cor de vestido para o casamento. Até o preto foi aprovado!
Craig Blankenhorn
No casamento de Carrie Bradshaw, em Sex and the City, cada madrinha escolheu uma cor de vestido para o casamento. Até o preto foi aprovado!

Dizem que um dos motivos de o convite de casamento chegar com bastante antecedência aos convidados é para dar tempo de pensar no que vestir para a cerimônia. Mas, se além de amiga da noiva, você também é madrinha, aí é que a dúvida aumenta. Tudo isso porque o look precisa ser adequado e se encaixar em um meio termo, já que a madrinha divide a atenção no altar ao lado da noiva, mas não pode roubar o brilho dela. 

Como é supernatural ainda surgir dúvida em meio às regrinhas básicas das cerimônias, um bom começo sempre é bater aquele papo com a anfitriã para saber os pedidos dela e, assim, evitar qualquer tipo de constrangimento. É ela, inclusive, quem determina que cor vestir e o que pode ser vetado. Vai que ela muda todas as tradições e resolve fazer tudo diferente? Muitas optam, por exemplo, por seguir a tradição dos Estados Unidos e pedir para que as madrinhas adotem o mesmo modelo e a mesma paleta de cor de vestido no altar.

Regras básicas

De acordo com Ana Letícia, consultora de estilo e colunista de casamento do blog Anita Bem Criada, existem duas regras muito importantes quando o assunto é o vestido das madrinhas. Por mais que venham vários modismos, usar branco é exclusividade da noiva, e o preto deve ser evitado. O motivo é simples: preto lembra luto. “Existem algumas convenções do casamento que são ligadas a tradições. Por exemplo, ninguém deve usar branco em respeito a noiva. Já o preto não é proibido, mas tem um ar pesado por lembrar luto, e pode ficar ‘triste’ no altar”, explica.

Com moderação

A não ser que haja uma orientação prévia da noiva, comprimentos curtos ou mídis são bem-vindos, apesar de, tradicionalmente, as madrinhas optarem pelo longo por uma questão de elegância. Como toda regra há exceção, ainda há noiva que prefere que as madrinhas optem por um modelo curto para que o único vestido branco em destaque seja o dela.

Se for adotar pernas de fora ou fendas e decotes, é importante não passar da conta e muito menos competir com a noiva. “Se for casamento em uma igreja ou instituição religiosa, é bom evitar a ousadia por uma questão de respeito. Cores mais fortes e até as estampas são bem aceitas, mas é sempre bom evitar o excesso em brilho e modelagem”, aconselha Ana Letícia.

Etapa final

Definidos a tonalidade e o comprimento do vestido ainda falta a maquiagem. E não ache que ela fica de fora dos erros mais comuns. A maquiadora Juliana Costa explica que um dos pecados mais cometidos pelas madrinhas é usar uma maquiagem muito pesada e colorida como boca vermelha e olhos pretos, o mais comum e crucial deles. “A madrinha precisa ficar bonita, com uma pele sóbria, olhos cintilantes e boca mais apagadinha. Geralmente uso hidratante por cima da base pra pele ficar bem iluminada, faço uma sobrancelha impecável e uns olhos com muita máscara e cílios postiços”, ensina.

Vale lembrar que de maneira alguma a escolha deve ofuscar a noiva. Além disso, muita informação fashion junta pode ficar over. Use o bom senso e siga as dicas que listamos a seguir para você, madrinha, também não fazer feio no grande dia.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave