Loira pelo mundo

Na nova temporada do “Lugar Incomum”, do Multishow, Didi Wagner explora as peculiaridades de Tóquio

iG Minas Gerais | Luana Borges |

Ora, pois. Didi torce para que a escolha da próxima temporada seja Portugal, que ainda não conhece
multisho/divulgação
Ora, pois. Didi torce para que a escolha da próxima temporada seja Portugal, que ainda não conhece

Didi Wagner ama o próprio trabalho. É claro, quem não amaria?! Desde 2006 à frente do “Lugar Incomum”, exibido pelo Multishow, a apresentadora já conheceu Londres, Barcelona, Roma, Milão, Istambul, Capadócia, Berlim, Paris, dentre outras cidades. O projeto, desenvolvido em parceria entre ela e o canal, começou sendo gravado em Nova York com alguns episódios intercalados em São Paulo. Até que, em 2010, depois de um período estabelecido apenas na Big Apple, se tornou itinerante. “Eu tenho um trabalho bem divertido, me sinto muito privilegiada mesmo de fazer o que adoro, que é viajar”, reconhece a loira. Na atual temporada do programa, ela desvenda as particularidades de Tóquio, capital do Japão.

Mas a vida de Didi não é esse glamour todo. Sempre que chega a uma cidade nova, ela precisa correr contra o tempo para dar conta de gravar as cerca de 40 matérias exibidas a cada temporada. Desta vez, ela teve 16 dias, gravando, em cada um deles, durante 12 horas. Uma das pautas em especial chamou sua atenção: a ida ao Robot Restaurant, uma espécie de casa de shows e performances para lá de excêntricas. Diante de uma pequena plateia dividida em dois lados, mulheres tocam tambores vestindo apenas biquínis e heróis no estilo Power Rangers circulam de moto pelo palco, entre outros momentos, no mínimo, inusitados. “É tosco, estranho, mas é um lugar que está em voga. É curioso porque traduz um pouco a cultura japonesa, tem essa ode aos anos 1980”, surpreende-se ela, que se encantou com a cordialidade dos japoneses. “Queria morar lá, pirei! Me deu um surto de amor efusivo por Tóquio”, confessa, aos risos.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave