Taxista é reconhecido como estuprador pela 19ª vítima

Ismard Martins Vieira, de 39 anos, foi preso na segunda-feira, suspeito de atacar mulheres nas regiões da Pampulha, Venda Nova, Noroeste e Central; última vítima que confirmou o ataque foi ouvida no fim da semana

iG Minas Gerais | Bruna Carmona |

Cidades - Belo Horizonte - MG
Taxista suspeito de estuprar pelo menos 17 mulheres

Na foto: Isnard Martins Vieira

FOTO: FERNANDA CARVALHO / O TEMPO - 26.05.2014
FERNANDA CARVALHO / O TEMPO
Cidades - Belo Horizonte - MG Taxista suspeito de estuprar pelo menos 17 mulheres Na foto: Isnard Martins Vieira FOTO: FERNANDA CARVALHO / O TEMPO - 26.05.2014

A Polícia Civil confirmou que todas as 19 possíveis vítimas do taxista Ismard Martins Vieira, de 39 anos, preso sob suspeita de cometer estupros em Belo Horizonte, já o reconheceram como autor dos crimes. De acordo com a delegada Andrea Aparecida Alves da Cunha, a última vítima foi ouvida no fim dessa semana e confirmou ter sido atacada pelo taxista.

Vieira foi preso na última segunda-feira (26), em sua casa, no bairro Piratininga, na região de Venda Nova. Ele estava sendo investigado pela Polícia Civil há três anos e abordava as mulheres dizendo que elas estavam sendo seguidas. O suspeito oferecia carona e, se as vítimas não entrassem no carro, ele as ameaçava, dizendo que estava armado. 

Após a prisão de Vieira, que era suspeito de cometer pelo menos 17 estupros, outras duas possíveis vítimas procuraram a polícia. Todas as mulheres já foram ouvidas e reconheceram o suspeito. 

Ele agia principalmente em bairros das regiões  de Venda Nova, Pampulha, Noroeste e Central de Belo Horizonte. No dia de sua prisão, no táxi usado por ele para estuprar as vítimas foram encontradas várias calcinhas, que Vieira entregava às vítimas para que elas se trocassem, caso estivessem com lingerie que o agradasse.

O suspeito, que é casado e tem um filho de 13 anos, confessou os crimes. Ele deve ficar em prisão temporária por 30 dias e depois será transferido para o Centro de Remanejamento do Sistema Prisional (Ceresp) Gameleira.  

Leia tudo sobre: taxistaestuprosuspeitovítima