Filho de Pelé é condenado a 33 anos de prisão por lavagem de dinheiro

Edson Cholbi do Nascimento, o Edinho, é acusado de ter envolvimento com uma quadrilha de tráfico de drogas; decisão da Justiça de Praia Grande cabe recurso

iG Minas Gerais | Da redação |

Edinho foi solto ontem da penitenciária de Tremembé depois de ser beneficiado por liminar concedida por ministro do Supremo Tribunal Federal.
Edinho foi solto ontem da penitenciária de Tremembé depois de ser beneficiado por liminar concedida por ministro do Supremo Tribunal Federal.

O ex-goleiro Edson Cholbi do Nascimento, filho de Pelé, foi condenado a 33 anos de prisão pelo crime de lavagem de dinheiro originário de tráfico de drogas. Conhecido como Edinho, o ex-jogador ainda pode recorrer da decisão.

Além do filho de Pelé, outros quatro homens foram condenados pelo mesmo crime. Clóvis Ribeiro, o 'Nai", Nicolau Aun Júnior, o 'Véio', Maurício Gheraldi, o 'Soldado', e Ronaldo Barsotti, o 'Naldinho', apontado como o cabeça da organização.

O grupo, desarticulado em 2005 durante a Operação Indra, atuava no tráfico de drogas em Santos e possuía ligação com o Comando Vermelho, no Rio de Janeiro.

Edinho, 'Véio' e 'Soldado' devem entregar seus passaportes no cartório do 1º Ofício Criminal de Praia Grande em até cinco dias a partir da data em que forem intimados, para evitar decreto de prisão preventiva. 'Nai' foi preso no decorrer do processo e 'Naldinho' está foragido.  

Leia tudo sobre: edinhofilhopelécondenadodrogas