'Europeu', David Luiz celebra reconhecimento na seleção

Apesar de não ter estourado em nehum time brasileiro e feito carreira no exterior, zagueiro é um dos mais identificados com a torcida canarinho

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

David Luiz reconheceu que cometeu o pênalti em Lugano
Wander Roberto/VIPCOMM
David Luiz reconheceu que cometeu o pênalti em Lugano

David Luiz construiu quase toda a sua carreira profissional no futebol europeu, pois deixou o Brasil aos 20 anos, mas isso não o impede de ser um dos jogadores mais identificados com o torcedor, o que o leva a ter presença constante em campanhas publicitárias. E, nesta sexta-feira, na Granja Comary, em Teresópolis (RJ), onde a seleção brasileira se prepara para a Copa do Mundo, o zagueiro destacou que o reconhecimento dentro do País sempre foi um grande sonho.

"Construí minha carreira muito na Europa, são nove anos fora, mas o sonho sempre existiu, o maior, de representar a seleção, ter o reconhecimento profissional e também como pessoa, o que é muito importante para mim. Sempre tento demonstrar, com minhas atitudes, quem eu sou. Assumo meus erros, assumo quando acerto, espero que enxerguem a minha honestidade", disse.

Campeão da Copa das Confederações no ano passado, David Luiz tem sido um dos jogadores mais requisitados pelos torcedores que tentam se aproximar dos jogadores no arredores da Granja Comary. E a razão para isso, além das suas boas atuações, como na decisão do ano passado diante da Espanha, foi vista na sua entrevista coletiva nesta sexta-feira, quando exibiu personalidade, fez brincadeiras, caretas e até ofuscou o meia Willian, que o acompanhava no contato com os jornalistas.

Hoje titular da seleção brasileira, David Luiz saiu do futebol brasileiro em 2007, quando deixou o Vitória e se transferiu para o Benfica, sem ser conhecido no cenário nacional. Depois disso, construiu uma carreira de sucesso, tanto no clube português quanto no Chelsea, que agora o negociou com o Paris Saint-Germain. Porém, o zagueiro garantiu que não se sentiria tão realizado se não tivesse o apoio e o carinho do torcedor brasileiro.

"Fico contente e feliz com essa empatia, sinto esse carinho. Isso me faz realizado. Tive primeiro o carinho do torcedor de outros países, como o do Benfica. Mas sentia falta de tocar o coração brasileiro e agora posso dizer que o carinho é recíproco por isso tento sempre retribuir fora de campo o que também fazem por mim. Sei que isso é importante", completou David Luiz, um dos jogadores mais receptivos aos torcedores nesse início de trabalhos em Teresópolis.

E o zagueiro destacou que toda a sua alegria tem razão de ser: o êxito da sua carreira e a realização de sonhos. "Minha criação foi dessa forma, meus pais ensinaram a agradecer mais do que queixar, mais sorrir do que ficar triste", disse. "Sou um privilegiado por Deus, abençoado, represento 200 milhões de pessoas", concluiu David Luiz.

Leia tudo sobre: Copa do Mundobrasilseleçãodavid luizzagueiro