Dilma entrega mais máquinas em Minas e mostra otimismo com a Copa

Ela disse que espera que os brasileiros façam como sempre fizeram e assistam ao jogo junto de amigos e família tomando uma cervejinha e torcendo pela seleção

iG Minas Gerais | JULIANA BAETA |

POLITICA POCOS DE CLADAS MG: PRESIDENTE DILMA ROUSSEF VAI A POCOS DE CALDAS ENTREGAR MAQUINAS NO PAC 2. 
FOTOS: DENILTON DIAS / O TEMPO / 30/05/2014
DENILTON DIAS / O TEMPO
POLITICA POCOS DE CLADAS MG: PRESIDENTE DILMA ROUSSEF VAI A POCOS DE CALDAS ENTREGAR MAQUINAS NO PAC 2. FOTOS: DENILTON DIAS / O TEMPO / 30/05/2014

Durante a entrega de mais um lote de máquinas do Programa de Aceleração do Crescimento (Pac 2 Equipamentos), nesta sexta-feira (30) em Poços de Caldas, no Sul de Minas, a presidente Dilma Rousseff disse acreditar que durante a Copa do Mundo, o brasileiro vai assistir aos jogos em casa, tomando uma cervejinha e torcendo pela seleção.

Ao todo, a presidente entregou as chaves das 147 máquinas durante a solenidade, acompanhada pelo ministro do Desenvolvimento Agrário Miguel Rosseto, aos prefeitos dos 115 municípios contemplados. A ação irá beneficiar uma população rural de 304,4 mil pessoas.

Foram investidos mais de R$ 52,2 milhões em 70 caminhões caçamba e 77 motoniveladoras que serão utilizadas para recuperação e manutenção de estradas que ligam o campo à cidade. Além disso, as obras irão ajudar no escoamento da produção de 50 mil agricultores familiares.

Depois da solenidade, ela partiu para Belo Horizonte, para participar de um encontro estadual do PT, onde o ministro Fernando Pimentel será relançado como candidato ao governo estadual.

Maquinário e investimento

Com a entrega dessas máquinas, o Estado totaliza 2.468 máquinas distribuídas entre os municípios mineiros com menos de 50 mil habitantes. Até o final do semestre, Minas deve receber os 176 equipamentos que faltam para a conclusão da ação do Governo Federal. O valor investido na aquisição de todo o maquinário previsto para o Estado vai superar os R$ 726 milhões.

Preparação para a Copa

Durante a solenidade, Dilma mostrou que as suas expectativas para o Mundial no Brasil são as melhores. “Estamos a poucos dias da Copa. Copa do Mundo que muitos brasileiros e brasileiras sempre gostaram, se divertiram e torceram  para nossa seleção. Nós vamos receber milhões de pessoas de outros países. Nós vamos receber de todas as partes do mundo, como nós, de outras formas, fomos a outros países e fomos muito bem tratados. Fomos em países de gente generosa, alegre, calorosa e gentil. É isso que nós somos e nós vamos mostrar isso para as pessoas. Ninguém quando sai daqui leva na mala aeroportos, obras de mobilidade urbana como BRTs e metrôs. Sabe o que elas podem levar na mala? A gratidão pela forma como foram tratadas. O resto fica para nós. Eu tenho absoluta certeza que nosso povo vai fazer como sempre fez, vai juntar os amigos, vai juntar a família e a comunidade, comprar uma cervejinha, ligar a televisão e assistir torcendo pela nossa seleção”.

Protesto

Durante a entrega de máquinas, um pequeno grupo formado por cerca de 30 pessoas se reuniu e usou apitos para chamar a atenção de Dilma. No entanto, eles não foram ouvidos e a pequena manifestação passou despercebida. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave