Ciência desvenda por que crianças 'ignoram' os pais quando veem TV

Segundo pesquisadores, noção de percepção periférica nas crianças é menos desenvolvida do que nos adultos; característica traz riscos, mas também oferece vantagens ao desenvolvimento e aprendizado infantil

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Cientistas do Canadá estudaram as consequências de diferentes tipos de entretenimento para o corpo humano
LEONARDO LARA - 18.4.2009
Cientistas do Canadá estudaram as consequências de diferentes tipos de entretenimento para o corpo humano

Você chama a criança e ela te ignora, pois está assistindo à TV ou usando o videogame. O ato desagradável, porém, pode não ser intencional e sim um resultado de como o cérebro dos pequenos se desenvolvem. É o que uma pesquisa do Instituto de Neurociência Cognitiva da Universidade College London, no Reino Unido, mostra.

De acordo com o estudo, a "cegueira não intencional" trata-se de uma falta de percepção, especialmente quando algo foge do foco imediato de atenção delas. Assim, as crianças têm menor noção periférica do que os adultos. Isso pode ser perigoso, por exemplo, quando a criança está fechando o zíper do casaco e vai atravessar a rua: ela pode não ser capaz de prestar atenção no tráfego de automóveis, enquanto adultos não teriam problema para fazê-lo.

Na prática, a capacidade de percepção do que está fora do foco de atenção se desenvolve com a idade. A 'cegueira intencional', porém, não teria só lado ruim. Segundo os cientistas, ela nos ajudaria a concentrar. Isso porque psicólogos argumentam que todos capacidade limitada de atenção até certo nível.

Dessa forma, quando executamos tarefas árduas, ignorar o que está à nossa volta é fundamental. Assim, para as crianças em aprendizado isso pode ser muito bem-vindo para focar no estudo e não ficar ligado o tempo todo em tudo o que acontece ao redor.  

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave