Felipão pode poupar quatro jogadores em amistoso

iG Minas Gerais |

Fã da seleção, garoto deficiente físico foi levado à Granja Comary pelo apresentador Luciano Huck. Jogadores aplaudiram o jovem
Crédito: Gaspar Nóbrega/VIPCOM
Fã da seleção, garoto deficiente físico foi levado à Granja Comary pelo apresentador Luciano Huck. Jogadores aplaudiram o jovem

TERESÓPOLIS, RIO DE JANEIRO.Ao mesmo tempo em que esboçou nessa quinta o time titular do Brasil – o mesmo que atuou na final da Copa das Confederações em 2013 –, o técnico Luiz Felipe Scolari admitiu poupar três ou quatro jogadores no amistoso contra o Panamá, na terça-feira, em Goiânia. Nessa quinta, o treinador comandou um minicoletivo na Granja Comary, parando bastante os trabalhos durante a manhã, em busca de um posicionamento mais adequado para o time brasileiro.

“Três ou quatro jogadores poderão não jogar nem um minuto de jogo e poderão permanecer na Granja Comary”, afirmou o treinador ao BandSports, sem querer revelar quem serão os atletas que não irão atuar no estádio Serra Dourada. “Não queremos correr risco para o resto da Copa”, completou Felipão.

Como chegou a antecipar algumas vezes, o treinador escalou o time titular da seleção com Julio Cesar; Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz e Marcelo; Luiz Gustavo, Paulinho, Hulk, Oscar e Neymar; Fred.

Na atividade da manhã dessa quinta, a equipe teve os retornos dos zagueiros David Luiz e Thiago Silva e do lateral-esquerdo Maxwell. O trio de jogadores do Paris Saint-Germain – David Luiz acaba de se transferir do Chelsea – foi poupado no treino da tarde de quarta-feira, quando ficou restrito à academia da Granja Comary, onde fez exercícios de fortalecimento muscular na bicicleta ergométrica.

O chefe do departamento médico da seleção brasileira, José Luiz Runco, já havia adiantado que alguns jogadores poderiam ser poupados de treinos para a realização de trabalhos específicos, mesmo que ninguém esteja lesionado.

GRUPO COMPLETO. Na manhã dessa quinta, todos os 23 jogadores da seleção brasileira foram ao campo da Granja Comary, incluindo o volante Hernanes, aniversariante do dia. A atividade, com previsão de uma hora e meia, começou sob sol, em clima bem diferente da de quarta-feira, com garoa e frio.

Tem craque, sim!

Marcelo é tido como o jogador mais alto-astral da seleção, mas nessa quinta ficou irritado com algumas perguntas dos repórteres. O auge do estresse se deu quando um jornalista perguntou se o Brasil não revela mais craques. “Você acha mesmo que o Brasil não está formando craques? Essa pergunta é sua mesmo? Eu acho sacanagem você falar isso. É só você ver os jogadores que estão aqui na seleção”, disse.

Gafe de repórter

Marcelo ainda tirou sarro de uma gafe cometida por um repórter, que afirmou que seu aniversário era no dia 12 de junho, data da estreia da seleção na Copa. O repórter se orientou pelo site Wikipédia antes de fazer a indagação. “Você quer saber mais do que eu. Faço aniversário no dia 12 de maio. Nasci em 12 de maio de 1988, ‘deu ruim’ aí, velho. Não é 12 de junho, não”, disse Marcelo.

Cabra macho

Aniversariante do dia, Hernanes arrancou risos de jornalistas durante coletiva nessa quinta. Ao ser indagado sobre o trabalho da psicóloga Regina Brandão com os jogadores para determinar o perfil de cada atleta, ele não titubeou. “Não foge muito do perfil de todo pernambucano. Sou cabra macho, arretado, não desisto nunca. Assim como os brasileiros em geral. A determinação é nossa maior força”.

Iniesta e protestos Destaque da campeã mundial Espanha, Andrés Iniesta vem ao Brasil sem entender a razão das manifestações populares previstas para o período da Copa do Mundo. O meia admite que não conhece a realidade brasileira e evita criticar os protestos da população, mas deixa claro seu pensamento de que as ruas do país deviam ser tomadas unicamente pela celebração. “É a Copa no país do futebol, e nada é mais bonito que isso. Todos deveriam festejar”, disse. Iniesta falou ao site Uol Esporte em Barcelona durante um evento, realizado pouco antes do início da preparação da seleção espanhola para a disputa da Copa. Os campeões mundiais estreiam em 13 de junho, contra a Holanda, em Salvador.

Operação Fifa Uma força-tarefa do poder público, que está nas ruas de todo o país desde a semana passada, até agora já resultou na prisão ou detenção de pelo menos 15 pessoas, apreensão de toneladas de produtos e de pelo menos seis ingressos do Mundial de futebol nas regiões metropolitanas das 12 cidades-sede que receberão o torneio dentro de 14 dias. O foco da operação é o combate à violação dos direitos comerciais da Fifa e suas parceiras na realização da Copa. O trabalho é feito por agentes dos governos federal, estadual e municipal. Produtos não licenciados ou falsificados que tragam as marcas oficiais da competição da Fifa, de entidades esportivas e empresas parceiras são apreendidos, seja no comércio ambulante ou em lojas.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave