Boa fase do futebol mineiro

iG Minas Gerais |

Depois de duas rodadas com vitórias dos três grandes de Minas, nas séries A e B do Campeonato Brasileiro, o meio de semana foi frustrante para cruzeirenses e americanos. O Coelho foi ao Serra Dourada enfrentar o Atlético-GO e escorregou feio. Na empolgação de líder, o América se esqueceu de fundamentos básicos e foi facilmente dominado por um time fraco que jogou na base da vontade para salvar a pele do treinador. Menos mal que ainda manteve a liderança da série B. O Cruzeiro continua oscilando entre o 8 e o 80. Depois de vencer o Internacional no Sul do país, foi ao Canindé enfrentar o Corinthians e, pela oitava vez neste ano, apresentou um péssimo futebol. Também menos mal, porque continuou na liderança da série A. Marcelo Oliveira precisa encontrar maneira de modificar este panorama. Quando joga como o Cruzeiro de 2013 a coisa anda, mas quando está mais para o Cruzeiro de 2011, é uma lamúria. Sem muito holofote, o Atlético chamou atenção para fatores extracampo e, no melhor estilo mineiro, chegou lá. Antes da hora, sem um time ideal e com vários problemas de contusão, o Galo já briga pela liderança. Se não fosse o vacilo do último domingo diante do Criciúma, o time estaria no topo. É bom ver os nossos três grandes brigando lá em cima.

Campeão. Em um campeonato equilibrado e com 38 rodadas, dificilmente um time vai conseguir ser campeão invicto. Na média dos últimos campeonatos, o campeão perdeu de seis a sete jogos. Sei que o conceito não é novo, mas cada jogo tem que ser encarado como uma decisão. Onde buscar motivação? Aí é com os treinadores. Quem fizer em média 2 pontos por jogo será campeão.

Parada. A maioria dos times tem apostado na parada para a Copa do Mundo, até parece que estão à espera de uma ajuda divina. Sem dinheiro em caixa, com falta de bons jogadores no mercado e a abertura da janela internacional, como vão reforçar os times? Este recesso era para aprimorar um processo, não iniciá-lo. Vamos dizer mais uma vez que o nível técnico do Brasileirão está muito baixo.

Atraso. A Copa padrão Fifa já está sendo adaptada ao jeitinho brasileiro. O início do credenciamento foi adiado. A segunda data também não valeu, e sabe por quê? Não tinha energia elétrica. Ainda em obras, os atendentes da Fifa se viram para encontrar uma justificativa bem-educada para tanto improviso nos pontos de acolhimento.

Dúvida. Gostaria de falar do estádio que tem em Ipatinga, no Vale do Aço Mineiro, mas não sei como me expressar. Estádio Municipal Epaminondas Mendes Brito, Municipal João Lamego Netto, Ipatingão, Lamegão, Gigante do Parque Ipanema etc. Inaugurado em 1982, já recebeu 35 mil torcedores em um jogo Atlético x Cruzeiro e nunca mais pode vender todos os ingressos. Vai entender.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave