Anatel prevê regras mais rigorosas para TV por assinatura

Projeto, na prática, simplifica os critérios para fiscalização das metas de qualidade e impõe que a avaliação dos usuários também seja levada em conta ao medir o desempenho da empresa

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

A exemplo do que fez com a telefonia móvel, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) pretende impor regras mais rigorosas para qualidade dos serviços de TV por assinatura. Nesta quinta-feira (29), a proposta para o novo Regulamento de Qualidade de TV por Assinatura foi apresentado ao conselho diretor, que pediu mais tempo para a análise antes da votação final do texto.

O projeto, na prática, simplifica os critérios para fiscalização das metas de qualidade e impõe que a avaliação dos usuários também seja levada em conta ao medir o desempenho da empresa, ou seja, que a percepção do usuário e índices de reclamações também sejam acompanhados.

A empresa de TV por assinatura também terá de cumprir um nível mínimo de atendimento às demandas dos usuários, o que pode aumentar a agilidade no tratamento das demandas dos usuários.

Como o regulamento ainda não foi aprovado, o conselho ainda pode propor alterações e inclusões de regras no projeto.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave