Apple compra Beats e deixará serviço disponível para rivais

Beats Electronics foi comprada por US$ 3 bilhões; marca surgiu em 2008 criada por um rapper e um empresário e revolucionou o mercado de fones, com aparelhos grandes, coloridos e chamativos

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Divulgação / Beats
undefined

A Apple oficializou a compra da Beats Electronics, empresa famosa por seus fones coloridos e chamativos, por US$ 3 bilhões. Mesmo com a tradição de desligar todos os serviços oferecidos para seus rivais após uma aquisição, a Apple manterá a Beats funcionando para outras plataformas. Ação é inédita na empresa.

Dessa forma, os aplicativos da empresa continuarão disponíveis para outros sistemas operacionais como o Android e o Windows Phone. O modelo de assinatura do Beats continuará funcionando normalmente, oferecendo uma alternativa ao serviço gratuito de rádio do iTunes. Da mesma forma, a criação e desenvolvimentos de fones de ouvido e caixas de som continuará sem qualquer tipo de alteração.

No passado, outras empresas não tiveram o mesmo fim: em 2009, a Lala (serviço online de música) foi comprada apenas para ser fechada, meses depois. Algumas funcionalidades do serviço foram transferidas para o iTunes no ano seguinte.

Beats A empresa surgiu em 2008, criada rapper e produtor musical Dr. Dre e pelo empresário Jimmy Iovine. A Beats revolucionou o mercado de fones (que eram pequenos e sem graça), apostando em modelos diferentes, grandes e em cores chamativas. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave