Inzaghi nega que Milan o chamou para substituir Seedorf

Imprensa italiana que holandês poderia ser substituído por técnico juvenil antes do início da temporada europeia

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Filippo Inzaghi afirmou nesta quinta-feira que ainda não foi contactado pela diretoria do Milan ao ser questionado se estaria pronto para assumir o lugar do técnico Clarence Seedorf. A imprensa italiana especula que o holandês, no comando da equipe há apenas quatro meses, poderia ser substituído pelo ex-atacante na direção do time já antes do início da próxima temporada europeia.

Informações divulgadas pela mídia da Itália nos últimos dias dão conta de que Silvio Berlusconi, proprietário do clube, já teria se decidido pela troca no comando. Entretanto, Inzaghi assegurou que por enquanto segue seu trabalho como técnico nas categorias de base do próprio Milan. "Eu tenho que sublinhar que, até 30 de junho de 2016, serei o técnico da equipe juvenil. Não tive qualquer outra comunicação do clube", assegurou.

O ex-atleta de 40 anos de idade, porém, reconheceu que "se fosse chamado para um papel diferente do seu atual no Milan, ficaria feliz". Ou seja, ele deixou claro que estaria pronto para assumir o lugar de Seedorf, que foi contratado em janeiro para o lugar do demitido Massimiliano Allegri.

Seedorf foi uma aposta de alto risco, pois vinha atuando profissionalmente pelo Botafogo e nunca havia trabalhado como técnico até então. E, ao assumir uma equipe combalida, não conseguiu passar de um oitavo lugar na classificação final do último Campeonato Italiano, fato que deixou o clube fora das principais competições europeias da próxima temporada.

Na última terça-feira, o técnico do Real Madrid, Carlo Ancelotti afirmou que Inzaghi seria um bom treinador para o time de Milão. Ex-comandante do Milan, o italiano já dirigiu Inzaghi e o próprio Seedorf na equipe.

Leia tudo sobre: inzaghimilanseedorfberlusconi