Professores estaduais decidem manter greve e prometem 'radicalizar'

Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (SindUTE-MG) não quis dar detalhes sobre as atividades que farão parte da agenda de manifestações, mas se limitou a dizer que pretendem dar maior visibilidade ao movimento

iG Minas Gerais | THAIS PIMENTEL |

Os professores da rede estadual de ensino decidiram, em assembleia, nesta quarta-feira (28), pela continuidade da greve por tempo indeterminado. A paralisação começou no dia 21 de maio. Durante a reunião, os trabalhadores também votaram a favor de uma “radicalização” do movimento.

A direção geral do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (SindUTE-MG) não quis dar detalhes sobre as atividades que farão parte da agenda de manifestações, mas se limitou a dizer que pretendem dar maior visibilidade ao movimento. Nesta quarta-feira, a categoria fechou a BR - 381, em Sabará, e na BR - 040, em Contagem.

Depois da reunião desta tarde, cerca de 500 professores seguiram em passeata da praça da Assembleia Legislativa, no bairro Santo Agostinho, até à Praça Sete, onde se reuniram com servidores municipais em greve, que também faziam manifestação no centro de Belo Horizonte. Um ato público foi realizado no local. O trânsito chegou a ficar interrompido por duas horas. A situação já está normalizada.  

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave