STJD pune atacantes e diretor do Cruzeiro por episódios no clássico

Acusado de desrespeito e preconceito com a bandeirinha Fernanda Colombo, Alexandre Mattos foi suspenso por 120 dias e multado em R$ 500 reais

iG Minas Gerais | ANTÔNIO ANDERSON |

Marcelo Moreno poderá ser novamente titular com a camisa do Cruzeiro
Washington Alves/Textual
Marcelo Moreno poderá ser novamente titular com a camisa do Cruzeiro

Os atacantes Marcelo Moreno e Luan e o diretor de futebol do Cruzeiro, Alexandre Mattos, foram julgados nesta quarta-feira pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) pelos episódios que marcaram o clássico contra o Atlético realizado no dia 11 de maio, na Arena Independência, e que foi válida pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro. Acusado de desrespeito e preconceito com a bandeirinha Fernanda Colombo, Alexandre Mattos foi suspenso por 120 dias e multado em R$ 500 reais.

Expulso aos 30 minutos do segundo tempo depois de dar uma cotovelada em Leandro Donizete, o atacante Luan foi punido com um jogo de suspensão, enquanto que Marcelo Moreno, que levou o cartão vermelho após a partida, acabou punido com duas partidas de suspensão por ofensa e gestos das mãos contra o árbitro Heber Roberto Lopes. O centroavante Moreno, que está servindo a seleção boliviana em dois amistosos na Europa, fica de fora da partida contra o Flamengo.

Leia tudo sobre: cruzeiroraposamarcelo morenosuspensãoluanstjdalexandre mattos