Psicóloga tentará fazer a seleção esquecer Copa de 50

Regina Brandão, que participou de outros trabalhos ao lado de Felipão, já está em Teresópolis para estudar, entender, avaliar e preparar a cabeça dos atletas

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Jogadores não deverão temer 'fantasma' de 1950 em nova disputa no Brasil
Gaspar Nóbrega/VIPCOMM
Jogadores não deverão temer 'fantasma' de 1950 em nova disputa no Brasil

Após realizarem vários exames para determinar a condição física visando a disputa da Copa do Mundo, os jogadores da seleção brasileira agora passam por um novo tipo de avaliação. A psicóloga Regina Brandão, que participou de outros trabalhos de sucesso ao lado do técnico Luiz Felipe Scolari, já está em Teresópolis para estudar, entender, avaliar e preparar a cabeça dos atletas para a pressão envolvida na disputa de um Mundial em casa.

A principal tarefa de Regina Brandão será fazer com que os jogadores não sejam contaminados pelo "fantasma" da Copa de 1950 quando a seleção brasileira acabou perdendo a competição em casa para o Uruguai, derrotado por 2 a 1 na final, num revés que entrou para a história como "Maracanazo".

Assim como aconteceu em 1950, a partida decisiva do Mundial de 2014 será realizada no Maracanã. "Ela vai trabalhar para esquecer 1950. Essa Copa de agora não tem nenhuma relação com aquela", avisou José Luiz Runco, médico-chefe da seleção brasileira.

Regina Brandão conversará em grupo e também individualmente com os jogadores da seleção brasileira, de forma parecida com o que fez em 2002, quando Felipão também era o técnico e o Brasil conquistou o título da Copa do Mundo na Coreia do Sul e no Japão. Além disso, eles responderão a questionários, que servirão para determinar o perfil psicológico de cada atleta.

Esse trabalho dará o suporte para a comissão técnica, liderada por Felipão, trabalhar o aspecto psicológico dos jogadores. "A profissional nos ajudará a determinar quem está precisando de ajuda. A nós, cabe ver o que eles estão precisando, mostrar que um trabalho de fortalecimento muscular o ajudará a ter uma reação melhor em campo. Ela nos dará esse parâmetro", explicou Runco.

Nesta quarta-feira, os jogadores da seleção brasileira iniciaram os trabalhos com bola na Granja Comary, intensificando a preparação para a Copa do Mundo, que também passará pela disputa de dois amistosos, com o Panamá, na próxima terça, no Serra Dourada, e a Sérvia, em 6 de junho, no Morumbi. A estreia na competição será em 12 de junho, no Itaquerão, diante da Croácia.

Leia tudo sobre: Copa do Mundoseleção brasileirapsicólogo1950maracanazo