Começa nova assembleia de servidores municipais de Belo Horizonte

Cerca de 600 grevistas irão analisar a contraproposta da prefeitura da cidade e decidir se voltam ou não ao trabalho; greve começou no dia 6 de maio

iG Minas Gerais | CAROLINA CAETANO |

Começou na tarde desta quarta-feira (28), na praça da Estação, no centro de Belo Horizonte, uma nova assembleia dos servidores municipais da capital, que estão em greve desde o último dia 6.

O objetivo da reunião é avaliar a contraproposta apresentada pela prefeitura, que ofereceu 7% de reajuste, dividido em duas vezes, sendo 3,5% na folha de julho e 3,5% na folha de novembro.

Além do aumento do vale-alimentação para R$ 18,50 a partir de novembro, parcela única de um abono em dezembro em valores que variam de R$ 200 a R$ 600 de acordo com o salário e, por fim, a não realização de corte dos dias de greve mediante a reposição de tais dias.

A assembleia deve durar uma hora e meia e, em seguida, os servidores decidirão se a greve prossegue. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave