Belo Horizonte terá delegacia para ocorrências nas manifestações

Defesa Social contará com representantes do Ministério Público e da Defesa Pública para que delitos cometidos nos protestos sejam julgados na mesma hora

iG Minas Gerais | THIAGO NOGUEIRA E DÉBORA FERREIRA |

Policiamento reforçado e delegacia para atendimento até de menores faz parte da estratégia da Defesa Social mineira
Osvaldo Afonso/Imprensa MG
Policiamento reforçado e delegacia para atendimento até de menores faz parte da estratégia da Defesa Social mineira

Diante do cenário previsível de manifestações e, em consequência, depredações e outros atos de vandalismo que foram cometidos na Copa das Confederações no ano anterior, a Defesa Social de Minas Gerais incluiu no plano de segurança e saúde para a Copa do Mundo a criação de um local especial para receber demandas dos protestos. A delegacia, que fica no bairro Alípio de Melo, atenderá casos de ocorrências nas manifestações e também fará o atendimento de menores envolvidos nos atos.

No espaço, haverá representantes legais que já poderão dar a decisão judicial no momento em que a pessoa for conduzida, assim como acontece nos juizados especiais nos estádios de futebol.

“Se houver manifestações, não será como no ano passado. Agora, nitidamente, a concentração tem sido um pequeno volume, 99% das entidades de classe que estão aproveitando o evento para fazer demandas e reivindicações”, afirmou Rômulo Ferraz, secretário de Estado de Defesa Social, em crítica aos protestos por reajustes salariais que vem ocorrendo no país.

A Polícia Civil informou que fará plantões de perícia no Aeroporto da Pampulha e no Mineirão, e a iniciativa será repetida pelo Detran, que vigiará as câmeras de movimento de trânsito, incluindo Move, e dará instruções aos condutores estrangeiros.