Organização Mundial de Saúde pede impostos maiores sobre tabaco

De acordo com a organização, as pessoas mais novas e mais pobres devem se beneficiar mais destas elevações de impostos

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

LEO FONTES - 28.12.2009
undefined

A Organização Mundial de Saúde (OMS) fez um apelo para que os países aumentem os impostos sobre tabaco com o objetivo de encorajar os usuários a pararem de fumar e evitar que mais pessoas se tornem dependentes do produto.

"Elevar impostos sobre tabaco é a maneira mais eficaz de reduzir o uso e salvar vidas", disse o diretor-geral da organização, Margaret Chan. "Ações de determinadas em relação à política de impostos sobre tabaco atingem a indústria onde dói".

De acordo com a organização, as pessoas mais novas e mais pobres devem se beneficiar mais destas elevações de impostos. A OMS também ressalta que as economias mundiais devem se beneficiar das medidas.

A OMS calcula que, se todos os países aumentassem as impostos sobre tabaco em 50% por embalagem, os governos ganhariam um montante adicional de US$ 101 bilhões em receita global. "Esse capital adicional poderia - e deveria - ser usado para avançar em programas" de saúde e sociais, disse o doutor Douglas Bettcher, diretor do departamento de prevenção de doenças não transmissíveis.

"Hoje, a cada 6 segundos alguém morre de uso do tabaco. O tabaco mata até metade de seus usuários. O uso também incorre em custos consideráveis para as famílias, empresas e governos. Tratamento de doenças relacionadas ao tabaco, como câncer e doenças cardíacas, é caro. E, como doenças relacionadas ao tabaco e morte, muitas vezes, atingem pessoas no auge da vida profissional, a produtividade e os rendimentos caem", afirmou a organização.

Leia tudo sobre: CigarroTabacoOMSimpostosaumentoMundoMargaret Chansaúde