São Paulo quer bater o Atlético-PR para ficar na frente

Time tricolor faz o seu primeiro jogo como visitante após a goleada para o Fluminense, e espera mostrar que aquele jogo foi apenas um acidente

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Se quiser cumprir o objetivo de terminar entre os primeiros colocados na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro antes da pausa para a Copa do Mundo, o São Paulo precisa de resultados dentro e fora de casa. Nesta quarta-feira, contra o Atlético Paranaense, às 22 horas, no estádio Parque do Sabiá, em Uberlândia (MG), pela oitava rodada, o time tricolor faz o seu primeiro jogo como visitante após a goleada para o Fluminense, no Maracanã, e espera mostrar que aquele jogo foi apenas um acidente.

Como a Arena da Baixada está entregue à Fifa, o jogo acontecerá no Triângulo Mineiro, aumentou o otimismo dos tricolores - isso porque o São Paulo nunca venceu o Atlético em sua casa: em 14 jogos, foram cinco empates e nove derrotas.

“É um alívio, lá (na Arena) tem os torcedores do Atlético em peso e fazem muita pressão. Em Uberlândia temos torcida ao nosso favor como já aconteceu antes. Esperamos um bom público nos apoiando de novo”, analisou Douglas. O São Paulo enfrentou o Cruzeiro no mesmo local e empatou por 1 a 1, na segunda rodada.

O técnico Muricy Ramalho surpreendeu nesta terça e deu uma chance a Denilson no último treino do São Paulo antes da partida. Hudson, que aparecia como favorito a ficar com o posto até então, também teve chance, mas entrou na equipe apenas nos minutos finais da atividade e agora sua presença em campo é incerta.

Com Denilson, Muricy Ramalho liberou Souza para apoiar mais o ataque e prendeu o antigo titular mais na marcação. O camisa 15, que praticamente não tem mais jogado pela equipe - fez apenas duas partidas em 2014, apenas uma como titular - e só está no clube por falta de interessados em contratá-lo, ficou a maior parte do tempo na equipe titular na vaga de Maicon, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Seu último jogo pelo time tricolor foi contra a Portuguesa, no dia 17 de fevereiro.

A tendência é que o treinador mantenha o suspense até a hora da partida. Contratado após boa participação no Campeonato Paulista pelo Botafogo, Hudson ainda vive a expectativa de ter a primeira chance como titular.