Motorista de ônibus dos corintianos é preso com CNH falsa

À PRF ele admitiu ter comprado a CNH; ônibus também foi apreendido por irregularidades; os 27 torcedores foram ouvidos e liberados

iG Minas Gerais | Luciene Câmara/Gustavo Lameira |

O motorista do ônibus que trazia os torcedores do Corinthians de Recife para Belo Horizonte foi preso por apresentar Carteira Nacional de Habilitação (CNH) falsa. O ônibus também foi apreendido por não ter autorização da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) para viagens interestaduais. Os 27 torcedores foram liberados por falta de provas.

A confusão começou com um protesto na BR-381, em Nova Era, região Central de Minas, no início da manhã desta terça-feira (27).

Moradores pediam a reforma de casas atingidas e danificadas pela explosão de um caminhão, há duas semanas, no trecho, quando o ônibus da empresa Gabriela Turismo, de Contagem, na Grande BH, foi barrado pelos manifestantes. Conforme testemunhas, houve confronto entre os grupos e duas pessoas ficaram feridas. Os torcedores ainda teriam feito dois disparos de arma de fogo para o alto.

Na sequência, o ônibus furou o bloqueio e seguiu viagem. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) foi acionada e uma equipe do Pronto Emprego para a Copa, designada exclusivamente para o mundial, reforçou o cerco ao veículo no posto da PRF, na cidade de Sabará.

De acordo com os policiais, o condutor Daniel Lúcio de Oliveira, de 22 anos, disse ser filho do dono da empresa, e admitiu ter comprado a sua carteira de habilitação. O grupo saiu de São Paulo na última sexta-feira (23) para assistir ao jogo entre o Corinthians e o Sport, em Recife. Ao passar por Belo Horizonte, o veículo quebrou e os passageiros decidiram fretar o ônibus da empresa de Contagem para seguir viagem.

Já os torcedores negaram ter participado de qualquer atrito. Nas buscas pessoais e ao veículo também não foram encontrados armas, pedras, paus ou qualquer outra coisa que comprometesse os passageiros. Apesar de alguns terem passagens por homicídio, assalto e tráfico de droga, nenhum deles é foragido, portanto foram liberados.

Ainda segundo a PRF, há suspeita de que outro ônibus de torcedores, vindos do Recife, passaria por Belo Horizonte. Buscas ainda são feitas na região.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave