Toque de recolher no Icaivera

Moradores disseram que que alguns bares e escolas não abriram

iG Minas Gerais | Evandro Teles |

]Moradores do bairro Icaivera, em Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte, ficaram assustados na noite de anteontem (26) com um toque de recolher que teria sido determinado por traficantes da região. “O motivo seria a morte de um colega deles, de nome “Juninho”, que teria sido assassinado há cerca de uma semana por rivais da favela do Marimbondo, em Contagem”, disse um morador, que pediu para não ter o seu nome divulgado por medo de alguma represália.

Ainda segundo o morador, alunos de três escolas públicas da região foram prejudicados. “Alguns bares também fecharam as portas com medo dos traficantes. Acho isso muito ruim, pois nós moradores estamos reféns dessa situação, que tende a piorar, já que os traficantes de Contagem querem as bocas de fumo que eram de Juninho, e os colegas da vítima de homicídio prometem vingança”.

A Secretaria Municipal de Educação informou que a diretoria da Escola Municipal Maria Elena da Cunha Braz liberou os alunos mais cedo em virtude de uma ligação anônima, que informou o toque de recolher na região do bairro Icaivera, e não dentro das dependências escolares. A medida foi tomada visando à segurança dos alunos.

PM desconhece A assessoria de imprensa da Polícia Militar disse que a informação sobre o suposto toque de recolher no bairro é infundada. “Nossa companhia na região não registrou nenhuma morte de traficante identificado como “Juninho” nos últimos dias, nem fomos acionados para coibir nenhuma ação parecida com um toque de recolher”, disse o capitão Antuer Júnior.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave