Em retaliação à Globo, Edir Macedo decreta jejum da Copa do Mundo

Dono da Record e líder da Igreja Universal pede abstenção de 40 dias sem televisão aos fiéis; jogos serão exibidos com exclusivamente pela Globo

iG Minas Gerais | GUILHERME ÁVILA |

Edir Macedo prega 'sacrifício midiático' durante a cobertura da Copa, da qual a Record está fora
Divulgação
Edir Macedo prega 'sacrifício midiático' durante a cobertura da Copa, da qual a Record está fora
O pastor Edir Macedo, dono da Rede Record, lançou no último domingo (25) um decreto no qual pede aos fiéis da Igreja Universal do Reino de Deus que parem de assistir à televisão durante 40 dias a partir de 10 de junho. "Nós vamos começar o jejum de Jesus, um jejum de informação, de rádio, televisão, distrações e diversões. Nós estamos propondo que vocês tenham esta experiência com Jesus para que se tornem novas criaturas", disse em um comunicado oficial pelo canal da Universal no Youtube.   No vídeo, Macedo prega seu 'sacrifício midiático' exatamente no período em que será realizada a Copa do Mundo, exibida exclusivamente pela Globo. "Nós estaremos fora da Copa por completo, sem futebol. Você terá direito apenas a assistir a séries como 'Milagres de Jesus' e filmes bíblicos", deixando claro sua retaliação à audiência da concorrente e a cobertura da Copa do Mundo, da qual a Record está fora.   A assessoria de imprensa da Universal explicou que o motivo do jejum é a inauguração do Templo de Salomão, em São Paulo. "Não tomamos decisões espirituais baseadas na audiência de qualquer canal de televisão", garantiu um representante da igreja. Já a assessoria da Rede Record, que parece ter sido pega de surpresa com a ação do patrão e líder religioso, ainda não se pronunciou sobre o assunto. A nova novela da emissora, "Vitória", está prevista para estrear dia 2 de junho.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave