Brasil vence fácil a Suíça na estreia do Torneio de Montreux

Equipe de José Roberto Guimarães não foi ameaçada e agora foca no segundo compromisso contra as chinesas

iG Minas Gerais | DANIEL OTTONI |

Brasil conseguiu bom resultado diante das anfitriãs
Divulgação / Montreux
Brasil conseguiu bom resultado diante das anfitriãs

A seleção brasileira feminina de vôlei teve um começo tranquilo no tradicional Torneio de Montreux, na Suíça. Jogando contra as donas da casa, o time de José Roberto Guimarães venceu por 3 a o (25/13, 25/19 e 25/13). Nesta quarta-feira, o Brasil encara a China, às 13h30, pela segunda rodada. A Rússia ainda completa a chave, que classificará duas equipes para as semifinais.

O Brasil impôs seu ritmo de jogo desde o começo e contou com um adversário frágil na recepção e viradas de bola. O bloqueio suíço mal funcionou e facilitou muito o trabalho ofensivo da seleção, que variou as jogadas a todo momento. A levantadora Dani Lins trabalhou com a bola na mão em quase todo o encontro e pôde explorar bem as opções que tinha.

Vendo a facilidade que o time teria, o técnico brasileiro fez várias mudanças, dando chance para jogadoras que possuem pouca rodagem pela seleção mostrar serviço. Foi o caso da oposto Andréia e da central Angélica. A levantadora Ana Tiemi, que retorna á seleção, também entrou em quadra.

O jogo marcou, ainda, o retorno da ponta Jaqueline ao time. Ela não jogou a última temporada em virtude do nascimento de seu primeiro filho. Para aumentar a motivação da atleta, Zé Roberto a colocou como capitã.

Um dos destaques do time verde-amarelo foi a central Carol, que teve o bom trabalho pela Unilever-RJ reconhecido. Mesmo com pouco tempo de seleção, ela foi bem e ajudou com pontos de saque e bloqueio.

O melhor momento suíço aconteceu no segundo set, quando o ponto a ponto aconteceu até os 13 pontos. Depois, o Brasil voltou a deslanchar e abrir vantagem.

Nas duas etapas restantes, a seleção brasileira jogou solta e não foi ameaçada pelo time oponente, que possui pouca tradição na modalidade. O Brasil entrou em quadra com Dani Lins, Monique, Natália, Gabi, Adenízia, Carol e Camila Brait. 

O Torneio de Montreux serve de preparação para o Grand Prix e para o Mundial, dois compromissos que o Brasil tem como prioridade nesta temporada.