Ministério Público Federal pede prisão de pilotos do jato Legacy

De acordo com o MPF, os dois pilotos americanos, Joseph Lepore e Jan Paul Paladino, são suspeitos de causar o acidente que matou 154 pessoas em 2006

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Dependentes de empresário morto na queda vão receber R$ 7.000
SEBASTIÃO MOREIRA/AGÊNCIA ESTADO
Dependentes de empresário morto na queda vão receber R$ 7.000

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) recebeu pedido do Ministério Público Federal (MPF) solicitando que seja decretada a prisão preventiva dos pilotos do jato Legacy que colidiu com o Boeing 737 da Gol em setembro de 2006, no Mato Grosso. De acordo com o  MPF, os dois pilotos americanos, Joseph Lepore e Jan Paul Paladino, são suspeitos de causar o acidente do voo 1907 que matou 154 pessoas. Ambos são considerados foragidos, segundo a subprocuradora-geral da República, Lindôra Maria Araújo.

Condenados desde 2011, Lindôra afirma que os pilotos nunca se apresentaram à Justiça brasileira para esclarecer a colisão. A subprocuradora-geral da República disse ainda que os suspeitos moram nos Estados Unidos e propôs a transferência da causa penal brasileira para os EUA ou a extradição de ambos.

De acordo com o Ministério Público Federal, mesmo condenados à pena de 3 anos, 1 mês e 10 dias de reclusão, em regime aberto, Lepore e Paladino estão  "fora do alcance da justiça criminal brasileira" e por isso o STJ foi acionado. 

Leia tudo sobre: jato LegacyMato GrossoBoeing 737GolacidentecolisãomortosprisãoMPFSTJ