Acusados de chacina serão julgados por 4 homens e 3 mulheres

Um dos réus começa a ser ouvido, após as 37 testemunhas de acusação e defesa serem dispensadas; crime aconteceu em 2012

iG Minas Gerais | Fernanda Viegas |

ANGELO PETTINATI / O TEMPO
undefined

Os quatro acusados de estrangular até a morte quatro jovens, de 15, 17, 18 e 21 anos, e desovarem os corpos em uma estrada vicinal do bairro Jardim da Glória, em Vespasiano, na região metropolitana, em 2012, começam a ser julgados na manhã desta terça-feira (27), no 1º Tribunal de Júri do Fórum Lafayette, na região Centro-Sul de Belo Horizonte. O crime que ficou conhecido como “Chacina de Vespasiano” aconteceu no bairro Jardim Glória.

O futuro de Sting da Silva Rufino, Juliano Rodrigues de Souza, Robson Alexandre Ferreira Gandra e Ronam Miranda da Silva será definido por quatro homens e três mulheres que compõem o conselho de sentença. Silva é o único que responde em liberdade.

As 37 testemunhas de acusação e defesa foram dispensadas pelas partes e Rufino é ouvido neste momento pelo juiz Carlos Henrique Perpétuo Braga. Ele relatou que está detido há dois anos no Complexo Penitenciário Nelson Hungria. Já afirmou também que ouviu o espancamento dos jovens, mas que ficou do lado de fora de um barracão, onde eles eram agredidos, e que a pessoa responsável pelo crime já morreu. Rufino alegou que só entrou no local para ajudar a carregar os corpos. Ainda, relatou que não conhecia às vítimas e que depois ouviu dizer que elas tinham envolvimento com o tráfico de drogas.

No salão do júri está proibido o uso de vestimentas alusivas ao crime, como camisetas com foto de vítimas ou réus, além disso, não está permitido cartazes e faixas.

De acordo com o Ministério Público, representado pelo promotor Cláudio Maia de Barros, o grupo agrediu e matou os jovens com pontapés, socos, enforcamento,s e depois jogou os corpos empilhados em uma estrada. Os quatro são acusados por homicídio qualificado e ocultação de cadáver.

Aguarde mais informações.  

Leia tudo sobre: chacinajúri popular