Sujões de Contagem serão multados

Quem despejar esgoto incorretamente vai ser punido; multa chega a R$ 70 mil

iG Minas Gerais | Da Redação |

Draga. Equipamento retirava sedimentos e lixo do fundo da lagoa da Pampulha na última sexta-feira
Alex de Jesus - 23.5.2014
Draga. Equipamento retirava sedimentos e lixo do fundo da lagoa da Pampulha na última sexta-feira

Proprietários de residências e de empresas de Contagem, na região metropolitana da capital, que não fizerem ligação de esgoto poderão ser multados em até R$ 70 mil. A medida, que começa a vigorar no próximo mês de julho, de acordo com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade, é uma alternativa adotada pela prefeitura para contribuir com a despoluição da bacia da lagoa da Pampulha, em Belo Horizonte, para onde vai a maior parte do esgoto despejado inadequadamente.

O secretário, Ivair Soalheiro, explica que o órgão assumiu a responsabilidade de incentivar a população atendida pela canalização dos córregos da região dos bairros Ressaca e Nacional a fazerem a ligação regular de esgoto. “Há dois meses, estamos batendo de porta em porta e conversando com os moradores sobre a importância de ter o esgoto tratado”, acrescentou.

Ainda segundo ele, a Vigilância Sanitária vai verificar se empresas e casas já se adequaram e aplicar notificações e advertências. As multas só serão impostas em caso de reincidência do problema, e podem variar de R$ 700 a R$ 70 mil, dependendo do tipo de risco encontrado pelos fiscais.

Prazos. Soalheiro acredita que, até outubro de 2015, estejam prontas 100% das obras de despoluição do trecho da bacia que pertence ao município. “Exceto em casas que ficam abaixo do nível da rua e que, por isso, demandam tempo maior para que a intervenção da Copasa (responsável por retirar o esgoto da lagoa) seja feita”, ressalvou.

Superintendente de serviços e tratamentos de efluentes da Copasa, Eugênio Álvares Lima e Silva, afirmou que a limpeza no leito deve terminar em julho próximo.

Por meio da assessoria de imprensa, a Copasa informou que até junho, 95% do esgoto que chega à lagoa será devidamente coletado e tratado na Estação de Tratamento do Onça.

Saiba mais

Limpeza. Orçada em R$ 109 milhões, a dragagem da lagoa é feita desde outubro de 2013 pela Andrade Gutierrez, sob supervisão da Sudecap, responsável também pelo desassoreamento. O objetivo é retirar 800 mil m³ de material sólido.

Irregular. No início da despoluição da lagoa, 11 mil imóveis da capital e de Contagem não despejavam adequadamente o esgoto.

Capital. Desde 1996, a prefeitura da capital aplica a multa. O valor atual, único, é de R$ 2.270.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave