Ideia é criar corredor de alta tecnologia

iG Minas Gerais | Jáder Rezende |

A ampliação do Master Plan em sua segunda fase prevê o aprofundamento de estudos de áreas importantes como o Corredor Multimodal de Alta Tecnologia entre a Fundação Centro Tecnológico de Minas Gerais (Cetec) do Senai, passando pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), por meio do BHTec, e avançando pelo Norte, até chegar ao Aeroporto Internacional de Confins e ao Centro de Tecnologia e Capacitação Aeroespacial, em Lagoa Santa.  

De acordo com a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sede), serão identificadas agora quatro novas áreas-alvo a serem desenvolvidas dentro dos conceitos trabalho-moradia-lazer, sustentabilidade e também governança ambiental.

O plano, na prática, visa atrair negócios com maior base tecnológica para a região metropolitana de BH e, devido à proximidade do aeroporto, estimular atividades que viabilizem a realização de importações e exportações, de acordo com o gerente de estudos econômicos da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), Guilherme Leão. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave