Ritmo mais lento reflete a economia

iG Minas Gerais |

Brasília. O governo recolheu R$ 399,31 bilhões de janeiro a abril deste ano, também um recorde para o período. No entanto, o crescimento foi de 1,78% em relação ao primeiro quadrimestre de 2013, mostrando uma desaceleração. Até março, a arrecadação registrava expansão de 2,08% na comparação com o primeiro trimestre do ano passado. “Em algum mês pode ficar um pouco abaixo ou acima, mas trabalhamos para que no fim de dezembro o aumento fique em torno de 3%”, disse o secretário-adjunto da Receita, Luiz Fernando Teixeira Nunes.  

Segundo ele, a queda nas vendas de bens e serviços reduziu em 8,84% o recolhimento da Cofins em abril. Essa retração não estava no cenário do Fisco. No ano passado, os programas de parcelamento de débitos (Refis da Crise, multinacionais e bancos) renderam R$ 21,8 bilhões em receitas extraordinárias. Este ano, não estão previstos novos programas.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave