Cruzeiro, Mattos, Luan e Moreno serão julgados na quarta

'Enquadrados' serão julgados pelo STJD pelos incidentes ocorridos no clássico do último dia 11, contra o Atlético, no Independência

iG Minas Gerais | THIAGO PRATA |

Apesar de confirmar a negociação, Alexandre Mattos ainda não a dá como certa
Washington Alves/VIPCOMM
Apesar de confirmar a negociação, Alexandre Mattos ainda não a dá como certa

Se dentro de campo, a Raposa deixa claro que vai brigar pelo título do Brasileirão, fora das quatro linhas, o clube irá travar outras batalhas complicadas. Nesta quarta-feira, o Cruzeiro, os atacantes Marcelo Moreno e Luan, e o diretor de futebol Alexandre Mattos serão julgados pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) pelos incidentes ocorridos no clássico do último dia 11, contra o Atlético, no Independência. A sessão começa às 15h.

Mattos pode pegar um gancho de 120 a 360 dias, e multa de, no máximo, R$ 100 mil. Ele foi denunciado por discriminação (artigo 243-G), por ter ofendido a bandeirinha Fernanda Colombo. “Se é bonitinha, que vá posar para a Playboy, não trabalhar com futebol”, declarou o diretor, depois do clássico vencido pelo Atlético, por 2 a 1.

Já Moreno foi incluído nos artigos 243-C e 243-F, por 'ameaçar e ofender o árbitro'. O atacante pode sofrer uma suspensão de 30 a 180 dias por conta do primeiro artigo, e até seis partidas sem jogar pelo segundo, além de multa de R$ 100 mil nos dois casos.

Luan, por sua vez, foi enquadrado no artigo 254, por 'jogada violenta', e pode levar um gancho de um a seis confrontos.

Não bastasse tudo isso, o Cruzeiro ainda responde por atraso de cinco minutos para entregar a relação de jogadores do clássico.

Leia tudo sobre: cruzeiroraposacampeonato brasileirotribunaljulgamento