Servidores da educação realizam protesto contra a Copa no RJ

Professores protestaram contra a Copa na porta do hotel que hospeda a seleção brasileira; os manifestantes gritavam "Pode acreditar, educador vale mais do que o Neymar", enquanto os atletas saiam do hotel

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Cerca de 200 professores da rede pública protestaram contra a Copa do Mundo na porta do hotel da seleção brasileira na manhã desta segunda-feira (26). Os manifestantes chamaram os jogadores de mercenários e gritaram contra o atacante Neymar Júnior durante a saída da seleção que segue para Teresópolis.

Adesivos com a mensagem "não vai ter Copa" foram colocados no ônibus que levava os atletas para a Granja Comary. Cercado de manifestantes, o veículo levou aproximadamente 30 minutos para sair do hotel e ainda utilizou uma rota alternativa para conseguir fugir do protesto.

A PM montou um grande esquema de segurança no hotel e conta com a presença do batalhão de choque e a polícia federal. Ninguém ficou ferido durante o protesto.