Normas para a convenção pode definir candidato

iG Minas Gerais | Tâmara Teixeira |

O PSB de Minas faz nesta segunda mais uma reunião em clima quente. A promessa é de mais um round da disputa interna entre o presidente da sigla no Estado, deputado federal Júlio Delgado, e o ambientalista Apolo Heringer, ambos pré-candidatos ao Palácio Tiradentes.  

Delgado irá apresentar as regras para a votação no congresso estadual que será realizado em 21 de junho, quando será definido o nome que irá representar a sigla nas eleições. Segundo Delgado, as normas seguem determinação do diretório nacional. Os pré-requisitos para opinar na decisão podem restringir os votos de apoiadores de Apolo, remanescente da Rede.

Neste domingo, Delgado e Heringer voltaram a trocar farpas. “Vamos dar publicidade às regras do diretório nacional que, ao que parece, algumas pessoas ainda não conhecem”, disse Delgado. Já o ambientalista diz que Delgado tenta restringir os delegados que poderão votar. “Queremos as regras. Não pode ter restrição. As bases têm que participar”.

Segundo Delgado, os deputados estaduais e federais, prefeitos e membros titulares do diretório estadual são delegados natos e podem votar. Além deles, participam os delegados que serão eleitos nos congressos municipais, em 7 de junho.

Os municípios com diretório definitivo têm direito a dois delegados com mais de 60 dias de filiação. As cidades com ao menos um vereador e que tenham tido 2% dos votos apurados para deputado federal podem indicar mais um delegado por cada situação.

A única certeza é que o PSB terá candidatura própria em Minas. Após o crescimento do presidenciável Aécio Neves nas pesquisas, o pré-candidato do PSB ao Planalto, Eduardo Campos, orientou o partido a montar palanque, para tentar ganhar votos no “território” do tucano. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave