Sonho da maternidade em novo reality show

Reality show estreia nesta segunda na programação do “Hoje em Dia”, na Record

iG Minas Gerais |

Chris afirma que a ideia do programa é ajudar os casais
Record/Divulgação
Chris afirma que a ideia do programa é ajudar os casais

São Paulo. Quando o assunto é ter filhos, famosos e anônimos enfrentam as mesmas dúvidas, incertezas e, por fim, as alegrias com a chegada do tão esperado bebê. Esse momento especial é tema para programas da Record, como o “Hoje em Dia”, que, a partir desta segunda, estreia o reality show “Quero Ser Mãe”.

Nele, a apresentadora Chris Flores vai acompanhar a jornada de três mulheres que não podem ter filhos de forma natural e que vão recorrer aos avanços da ciência para realizar o sonho da maternidade. “Durante meses conversamos com médicos e analisamos o perfil dos participantes. Tudo está sendo feito de forma delicada, pois mostra a intimidade do casal”, diz Chris.

Segundo o diretor do programa, Vildomar Batista, o matinal está atendendo a um pedido dos telespectadores. “Recebemos muitas cartas e e-mails de homens e mulheres que querem saber mais sobre inseminação artificial. É um procedimento caro e muitos deles não sabem que há esse serviço no sistema público de saúde, embora seja mais demorado”, diz.

Chris mostra a história de cada um desses casais, acompanha os exames, as tentativas de engravidar, além dos preparativos para a chegada do bebê e até o aniversário de primeiro ano de vida. “Esse quadro não tem um prazo de validade. E há o risco de a gravidez não ser possível ou de o casal desistir no meio da caminho. O programa vai respeitar a decisão de cada um”, diz a apresentadora.

De acordo com o diretor, se o casal não conseguir engravidar, o programa vai dar suporte para a adoção. “Os casais já estão sendo preparados para essa possibilidade e terão assessoria jurídica e psicológica, caso escolham esse caminho. O nosso objetivo é ajudá-los”, diz. “Um dos casais já está na fila de adoção. Ainda não sabemos a vontade dos outros, mas vamos respeitar o que eles decidirem”, complementa Chris.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave