Programação do último dia do FIT-BH traz concertos para bebês

Crianças de até 3 anos puderam passear pelo palco enquanto músicos da companhia portuguesa Musicalmente tocavam

iG Minas Gerais | Laura Zschaber |

Durante o espetáculo, bebês ficam no palco com os pais
douglas magno
Durante o espetáculo, bebês ficam no palco com os pais

Idealizado para crianças entre 0 e 3 anos que se interessam por música e sons, o espetáculo “Concertos para Bebês” consegue despertar a atenção dos pequenos, que não tiram os olhos dos bailarinos e instrumentos musicais. Eles sobem ao palco no inicio da apresentação, junto com os pais, e, durante toda a apresentação, podem caminhar e dançar livremente entre saxofones, clarinetes, berimbaus e cavaquinhos.

A peça da companhia portuguesa Musicalmente traz clássicos de Mozart, Bach e Monteverdi, e foi produzida especialmente para o “Fitinho”, a faixa do Festival Internacional de Teatro Palco & Rua (FIT–BH) dedicada às crianças. A companhia se apresentou no Teatro Francisco Nunes, no Parque Municipal Américo Renné Giannetti, no centro de Belo Horizonte, durante quatro vezes neste fim de semana e integrou a programação de encerramento do festival, que terminou neste domingo (25).

A administradora Ana Paula Mata, de 33 anos, levou o filho, João Paulo, de 1 ano, para assistir à última apresentação neste domingo. “Desde a gestação, eu coloco música clássica para ele ouvir porque ajuda no desenvolvimento. Além de ele adorar, eu também o trouxe porque esse espetáculo é ideal para a idade que ele está”, afirmou.

O concerto foi escolhido pela dona de casa Michelle Rodrigues, de 35 anos, mãe de Carolina, de 9 meses, para ser a introdução da filha ao teatro. “Ela já tem muito contato com piano, porque minha irmã é musicista, então acho que ela vai se divertir bastante”, disse.

Depois da apresentação, as duas mães estavam encantadas com a dinâmica do espetáculo. “Fiquei sem palavras. Foi fantástico. Meu filho aproveitou do início ao fim. Brincou o tempo todo e ficava observando de onde vinham os sons”, contou Ana Paula. “Fiquei impressionada com a interação dela. A peça mexeu com todos os sentidos dela”, explicou Michelle.

Tradição

Segundo Paulo Lameiro, diretor artístico e maestro do espetáculo, há 16 anos a companhia produz concertos para bebês. “O bebê tem uma capacidade de audição muito superior à nossa. Nesse projeto, não temos qualquer intenção pedagógica ou didática. Não queremos prepará-los para serem músicos ou fazer com que eles compreendam melhor a música. É apenas um concerto musical que trata os bebês como público adulto”, afirmou.

A companhia, originada na cidade de Leiria, em Portugal, produz novos programas dentro do projeto “Concertos para Bebês” todos os meses. Um deles, inclusive, foi vencedor, em 2013, na Alemanha, do prêmio YEAH! Young EARopean Award, que premia as ideias mais criativas que despertam entre as crianças e os jovens o entusiamo pela música. 

Leia tudo sobre: Fitinho; FIT-BH