Sebastián Bednarik

Cineasta

iG Minas Gerais |

Os cineastas Andrés Varela e Sebastián Bednarik (dir.) responsáveis pelo documentário “Maracaná”
Coral Cine / Divulgacao
Os cineastas Andrés Varela e Sebastián Bednarik (dir.) responsáveis pelo documentário “Maracaná”

Onde começou sua influência futebolística?

O futebol sempre me fascinou, desde criança, mas eu nunca fui tão fanático por meu time (Nacional-URU), nem pela seleção uruguaia. Não fico desapontado se eles perdem. Para mim, uma partida de futebol é apenas uma partida de futebol. Gosto também de jogar, mas não sou muito bom de bola (risos).

Como a equipe da Coral Cine (produtora do documentário) descobriu essas novas imagens? Sente-se realizado com o trabalho final?

Investigamos durante muito tempo em vários locais. Tivemos a sorte de encontrar grande parte desse acervo na cinemateca uruguaia. Para mim, essa é a melhor película produzida pela Coral Cine. É a minha primeira codireção e eu aprendi muito. Essa produção é o fruto da consolidação de uma equipe que vem trabalhando junto há muito tempo.

Está confiante na seleção uruguaia montada por Oscar Tabárez para este Mundial?

É uma equipe que apoio desde o Mundial passado. Que recolocou o Uruguai no cenário do futebol. Admiro muito o Tabárez, porém, às vezes, não consigo compreender algumas de suas alterações. Como bom uruguaio, todos nós achamos que somos treinadores da seleção.

Como está o clima no Uruguai para a Copa do Mundo? Estão todos ansiosos para a bola rolar?

No Uruguai, estamos em ano eleitoral. Em junho são as eleições internas dos partidos políticos. No nosso país, a situação não está muito diferente da do Brasil. Estão fartos dos políticos. Queremos que os jogos comecem logo para deixar de escutar os discursos dos governantes e parar de vê-los em todos os cantos do país.

Você virá ao Brasil para assistir a algum jogo do Uruguai?

Estarei no Brasil no início e no fim da Copa do Mundo. No dia 11 de junho, eu estarei no Estado da Bahia, local que tenho muito desejo de conhecer. A abertura da competição eu vou ver por lá. Não acredito que vá dar tempo de eu assistir a alguma partida da seleção do Uruguai na primeira fase. Se a equipe avançar, entretanto, eu terei mais chances, já que volto ao país em julho. Se formos à final, farei questão de marcar presença no Maracanã mais uma vez.

A seleção uruguaia ficará hospedada em Sete Lagoas. O que você sabe sobre a cidade ou sobre o estado de Minas Gerais?

Vi algumas notícias na TV sobre a cidade, mas não a conheço. Tenho muita vontade de visitar Minas Gerais. Mas, lamentavelmente, desta vez irei ao Brasil para ficar poucos dias. Espero voltar em outra hora, com mais tempo, para conhecer mais este pedaço do Brasil.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave