Festa de Newtão vira palanque para candidato petista

Fernando Pimentel e aliados discursaram para 2.000 pessoas

iG Minas Gerais | Larissa Arantes |

Aniversário ou comício?  Ao lado do líder peemedebista, Pimentel criticou os adversários do PSDB
MARIELA GUIMARAES / O TEMPO
Aniversário ou comício? Ao lado do líder peemedebista, Pimentel criticou os adversários do PSDB

A festa de aniversário do deputado federal Newton Cardoso (PMDB-MG) realizada neste sábado no sítio do político, em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, serviu de palanque para deputados, prefeitos, vereadores e até pré-candidatos mineiros nas eleições de outubro. No local, foram reunidos 2.000 convidados. No cardápio, carne e cerveja à vontade com direito a show de dupla sertaneja em trio elétrico.  

Em ritmo de campanha, o ex-ministro Fernando Pimentel, pré-candidato do PT ao governo do Estado, e seu provável vice, o ex-ministro Antônio Andrade (PMDB), participaram do evento e discursaram exaltando a aliança entre petistas e peemedebistas.

“Minas sofreu muito nesses 12 anos. Vamos construir juntos uma outra Minas, mais justa, fraterna e popular”, enfatizou Pimentel em referência ao período em que o PSDB governa o Estado. Empolgado, Andrade cometeu uma gafe no início do discurso e desejou “Feliz Natal” ao aniversariante. O presidente do PMDB garantiu que “está tudo acertado” sobre o apoio do partido aos petistas.

Newtão, como é chamado, completou 76 anos. Ele anunciou que está se aposentando da política, mas que agora vai trabalhar pela candidatura de seu filho, Newton Júnior, a deputado federal. “É uma festa dele para mim. Não sou mais candidato”, afirmou.

Questionado se o evento não poderia ser considerado uma forma de campanha extemporânea, o que é proibido pela legislação eleitoral, Newton Júnior argumentou que só entrou quem recebeu o convite.

“Aqui hoje é um convite para uma festa fechada, privada, dentro de uma casa nossa. Nós não estamos pedindo voto. Não estamos falando de política. Estamos comemorando com muito carinho o aniversário do meu pai”, despistou.

Apesar de os candidatos não terem pedido o voto dos presentes em seus discursos, o locutor da festa não economizou no tom eleitoral e chegou a dizer que o maior presente que os convidados poderiam dar era “o voto para Newton Júnior”.

Aliança. Fernando Pimentel aproveitou para confirmar a decisão do PRB de apoiar o PT na disputa pelo Executivo estadual. O anúncio oficial foi feito  em Montes Claros, no Norte de Minas, pelo presidente do partido no Estado, deputado federal George Hilton. Com o novo apoio, o PT soma quatro legendas na aliança: PRB, PROS, PCdoB e PMDB.

Pimentel destacou que a sigla já havia sinalizado informalmente que seguiria com os petistas no pleito deste ano. Com a visita ao Norte de Minas na sexta-feira, a Caravana da Participação, liderada pelo petista, chegou ao 13º município mineiro desde 13 de março.

Cardápio

VIPs. Três bois, dez cordeiros, dez carneiros, cinco leitões, 5.000 salgados, além de farofa e feijoada foram servidos. Ao se servirem, os políticos iam para a área VIP, separada dos demais convidados.

Pimenta da Veiga lidera movimento em Lafaiete O pré-candidato do PSDB ao governo de Minas Gerais, o ex-ministro Pimenta da Veiga, esteve neste sábado na cidade de Conselheiro Lafaiete, na região Central, liderando a caravana do movimento “Todos por Minas”. Ao lado do vice na chapa encabeçada pelo tucano, deputado estadual Dinis Pinheiro (PP), Pimenta se reuniu com lideranças da região. Nessa sexta, ele esteve no município de Bocaína de Minas, no Sul do Estado, em evento organizado pelo deputado federal Dimas Fabiano (PP-MG). Na semana passada, o partido oficializou a chapa majoritária para as eleições de outubro. Além de Pimenta da Veiga e Dinis Pinheiro que irão disputar o Executivo estadual, o ex-governador Antonio Anastasia será o pré-candidato ao Senado. O primeiro suplente deverá ser o deputado federal Alexandre Silveira (PSD).

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave