Ministério do Esporte cancela bolsa de 36 atletas

Os motivos que resultaram na anulação das bolsas dos competidores não foram divulgados

iG Minas Gerais | AGÊNCIA BRASIL |

O Ministério do Esporte cancelou a concessão da Bolsa-Atleta a 34 lutadores de taekwondo e dois atletas de badminton. O cancelamento foi publicado no Diário Oficial da última quinta-feira, que justificou o motivo: os atletas “deixaram de satisfazer os requisitos necessários para a concessão”. A portaria não especificou, no entanto, quais requisitos cada atleta deixou de cumprir. Procurada, a assessoria do Ministério do Esporte não foi encontrada para comentar o caso.

No regulamento do programa, consta que os atletas podem ter o benefício cancelado caso deixem, sem justa causa, de treinar ou faltem às competições de que devam participar; sejam condenados por dopping ou se comprovada a utilização de documentos ou declaração falsos para obter o benefício.

O cancelamento também está previsto caso deixem de cumprir requisitos exigidos para sua concessão, como conquistar, no mínimo, o 3º lugar no ranking nacional – no caso de bolsa na categoria nacional, bem como apresentar declaração de patrocínio.

Leia tudo sobre: Ministério do Esportebolsasatletas