Fluminense encara o Bahia e sonha com a liderança

Sem Fred, Fluminense não tem problemas no ataque. Clube carioca enfrenta o Bahia, neste sábado

iG Minas Gerais | GÊNCIA ESTADO |

Mesmo sem brilho, Fluminense vence mais uma e se mantém na liderança do Campeonato Carioca ao lado do rival Flamengo
Divulgação/Fluminense
Mesmo sem brilho, Fluminense vence mais uma e se mantém na liderança do Campeonato Carioca ao lado do rival Flamengo

Na corrida pela liderança do Campeonato Brasileiro, o Fluminense enfrenta o Bahia, na Arena Barueri, em Barueri (SP), neste sábado, às 18h30. O time tricolor carioca vem embalado por uma goleada sobre o São Paulo (5 a 2), é o terceiro colocado da competição e, a apenas 1 ponto de distância do líder Cruzeiro, pode ocupar a ponta se vencer.

A partida vai marcar o reencontro do técnico Cristóvão Borges com o Bahia, clube que dirigiu durante todo o Brasileirão de 2013. Cinco meses depois de sua saída, seu conhecimento das características de alguns jogadores do time baiano, como Anderson Talisca e Hélder, pode ajudá-lo no confronto.

No treino desta sexta-feira, o treinador teve uma boa notícia. O lateral-direito Bruno se recuperou de uma contusão na coxa esquerda, participou novamente das atividades e foi relacionado para a partida. “O Bruno estava sentindo dores musculares, poupamos, mas treinou bem e está apto para jogar”, disse o técnico.

O zagueiro Elivelton, no entanto, sentiu dores na coxa esquerda e foi vetado. Em seu lugar entra Marlon. Outros desfalques, Fred e Diego Cavalieri, pré-convocados pela seleção brasileira, estão novamente impedidos pela Fifa de jogar por causa da proximidade da Copa do Mundo.

Mesmo sem seu camisa 9, o Fluminense não tem problemas no ataque. Ao marcar dois dos cinco gols da última partida, Walter mostrou que pode dar conta da responsabilidade. E no gol, o menos badalado Felipe Garcia conta com o apoio do técnico. “Goleiro precisa de confiança, sequência. O Felipe jogou a última partida e vai continuar como titular. Gostei da sua atuação”.

A partida será disputada em Barueri porque o mandante, o Bahia, não poderá jogar em sua casa, a Arena Fonte Nova - estádio da Copa do Mundo, em Salvador -, que já está sob os cuidados da Fifa.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave