Rosberg supera Hamilton e faz pole; Massa é atingido por Ericsson

Brasileiro largará apenas na 16ª colocação com sua Williams, que foi atingida pela Caterham do piloto sueco

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Os pilotos da Mercedes novamente dominaram um Grande Prêmio na temporada 2014
DIVULGAÇÃO/MERCEDES
Os pilotos da Mercedes novamente dominaram um Grande Prêmio na temporada 2014

Deu a lógica no treino de classificação do GP da Mônaco, neste sábado, nas ruas de Montecarlo. No Grande Prêmio mais charmoso da Fórmula 1, os carros da Mercedes confirmaram todo o favoritismo para fazer os dois melhores tempos e largarão na primeira fila na corrida deste domingo, às 9h de Brasília. Na briga interna da equipe, porém, o alemão Nico Rosberg levou a melhor sobre o britânico Lewis Hamilton apenas pela segunda vez na temporada.

Assim, no sexto GP de 2014, já são seis poles para a Mercedes, sendo quatro de Hamilton e duas de Rosberg. O britânico tem quatro vitórias, contra uma do alemão, que só venceu na estreia, na Austrália. Em Mônaco, Rosberg vai tentar repetir o desempenho do ano passado, quando largou na pole, liderou toda a prova e recebeu a bandeirada na frente.

Neste sábado, na disputa contra Hamilton, a vantagem de Rosberg foi de apenas 59 milésimos, fazendo a volta mais rápida em 1min15s989. No finalzinho do treino, o alemão errou a freada numa curva e acabou indo para a área de escape, sem maiores consequências.

Felipe Massa não tinha carro para brigar pelas primeiras posições, mas desta vez não teve culpa pelo 16.º lugar no grid de largada. Afinal, o brasileiro tinha o 10.º tempo na primeira parte do treino, avançaria tranquilamente para a segunda, mas foi atingido pelo sueco Marcus Ericsson quando levava o carro da Williams de volta para os boxes.

O piloto da Caterham vinha em volta rápida, Massa percebeu e tirou seu carro da frente. Mas o sueco errou na freada ao ver o brasileiro pelo caminho e atingiu a Williams. O choque não foi forte, mas deixou os dois atravessados depois de toque no guardrail.

Como o carro de Massa desligou e o acidente foi no finalzinho do Q1, o brasileiro não conseguiu voltar para os boxes pilotando sua Williams antes de o Q2 começar. Assim, se viu obrigado a largar na 16.º colocação, como se tivesse sido o último da segunda parte do treino. Seu companheiro, Valtteri Bottas, não foi bem, mostrando que a Williams não tinha mesmo carro para fazer muita coisa, e vai largar na 13.ª colocação.

As disputas internas nas equipes marcaram o treino de classificação. Daniel Ricciardo voltou a superar Sebastian Vettel e vai largar em terceiro, logo à frente do alemão da Red Bull. Na Ferrari, Alonso sai em quinto, com Raikkonen em sexto. Entre os dois, porém, uma diferença de mais de seis décimos. Completam os 10 primeiros os carros da Toro Rosso e da Force India.

Confira o grid de largada para o GP de Mônaco:

1º - Nico Rosberg (ALE/Mercedes)

2º - Lewis Hamilton (ING/Mercedes)

3º - Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull)

4º - Sebastian Vettel (ALE/Red Bull)

5º - Fernando Alonso (ESP/Ferrari)

6º - Kimi Raikkonen  (FIN/Ferrari)

7º - Jean-Eric Vergne (FRA/Toro Rosso)

8º - Kevin Magnussen (DIN/McLaren)

9º - Daniil Kvyat (RUS/Toro Rosso)

10º - Sergio Perez (MEX/Force India)

11º - Nico Hülkenberg (ALE/Force India)

12º - Jenson Button (ING/McLaren)

13º - Valtteri Bottas (FIN/Williams)

14º - Romain Grosjean (FRA/Lotus)

15º - Pastor Maldonado (VEN/Lotus)

16º - Felipe Massa (BRA/Williams)

17º - Esteban Gutierrez (MEX/Sauber)

18º - Adrian Sutil (ALE/Sauber)

19º - Jules Bianchi (FRA/Marussia)

20º - Max Chilton (ING/Marussia)

21º - Kamui Kobayashi (JAP/Caterham)

22º - Marcus Ericsson (SUE/Caterham)

Leia tudo sobre: formula 1rosberghamiltonmercedesmassaacidentemonaco