Vestígios do mundo

Cinco prédios abrigam obras ao longo de 6.000 anos de história

iG Minas Gerais | Paulo Campos |

Schönenberg . Para quem curte estar no endereço de artistas famosos, Schöneberg já hospedou o cantor David Bowie, o escritor Christopher Isherwood, o físico Albert Einstein e o cineasta Billy Wilder. Foi ali que nasceu a atriz Marlene Dietrich. Idem para Friedri-chshain, habitado por artistas e estudantes após a reunificação das Alemanhas.
visitberlin.de/flicker
Schönenberg . Para quem curte estar no endereço de artistas famosos, Schöneberg já hospedou o cantor David Bowie, o escritor Christopher Isherwood, o físico Albert Einstein e o cineasta Billy Wilder. Foi ali que nasceu a atriz Marlene Dietrich. Idem para Friedri-chshain, habitado por artistas e estudantes após a reunificação das Alemanhas.

O programa na ilha dos Museus é de um dia todo. O lugar é realmente uma ilha no rio Spree, uma cidade das artes que abriga cinco museus. As filas intermináveis denunciam a sua importância turística.

Existem duas opções: a de comprar ingresso para visitar cada um dos museus ou de ingresso combinado, o Bereichskarte, válido para um único dia. Você ainda pode comprar o Museum Pass para três dias, que dá acesso a 60 museus. Uma observação: o Berlim WelcomeCard não inclui descontos em museus.

A ilha dos museus, declarada Patrimônio da Humanidade pela Unesco em 1999, é o coração da paisagem de museus de Berlim e o maior projeto cultural da Europa.

O primeiro a ser construído na ilha foi o Museu Antigo, de 1830, depois vieram o Museu Novo, de 1859, a Antiga Galeria Nacional, de 1876, o Museu Bode, de 1904, e o Museu Pergamon, de 1930, o mais novo e interessante.

Os prédios desses museus, erguidos em forma de templos, são uma beleza e reúnem mais de 6.000 anos de história da humanidade, como coleções da família real da Prússia e do Egito Antigo, antiguidades da Grécia e Roma e arte bizantina.

Entre as raridades, no Museu Novo está o busto da rainha egípcia Nefertiti. Mas o que deixa o queixo caído é o Altar de Pérgamo, em tamanho original, com suas escadarias, colunas, esculturas, frisos e bustos de Pérgamo e Adriano, no Museu Pergamon.

O Pergamon (entrada a € 25) é o mais famoso e visitado museu de Berlim. Dentro dele há tesouros como uma reprodução do portão da Babilônia e o portal do mercado de Mileto, tudo devida e teatralmente arranjado.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave