Gilmar Mendes não acredita em novos julgamentos

Ministro declarou não acreditar que a perícia contratada por Queiroz e Rollerbach para provar a inocência deles consiga produzir elemento capaz de reabrir o caso

iG Minas Gerais | Tâmara Teixeira |

Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes visitou Belo Horizonte, nesta sexta-feira (23), e comentou o processo do mensalão
Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes visitou Belo Horizonte, nesta sexta-feira (23), e comentou o processo do mensalão

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes comentou nesta sexta-feira (23), em visita a Belo Horizonte, a tentativa dos condenados no processo do mensalão José Dirceu, Ramon Rollerbach e Romeu Queiroz recorrerem a cortes internacionais para tentarem um novo julgamento da Ação Penal 470.

“Não acredito que vá se identificar qualquer impropriedade. O que é impróprio é a exatamente a conduta de cooptação política mediante paga. Ter conseguido, nas circunstâncias, colocar essas pessoas que cometeram crimes graves na cadeia foi muito importante”, afirmou, antes de participar de palestra sobre segurança.

O ministro ainda disse que não acredita que a perícia contratada por Queiroz e Rollerbach para provar a inocência deles consiga produzir elemento capaz de reabrir o caso. Mendes ainda ironizou o ex-presidente Lula. “Quando o Lula fala em julgamento político, talvez esteja se referindo não ao julgamento do próprio tribunal, mas à tentativa feita pelo próprio governo de interferir no julgamento”.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave