Presidente chilena convoca debate nacional sobre aborto

Bachelet chamou o debate público e anunciou a intenção de apresentar daqui a alguns meses um projeto de lei sobre o tema

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Chilenos votam no segundo turno das eleições presidenciais
Divulgação
Chilenos votam no segundo turno das eleições presidenciais

A presidente do Chile, Michelle Bachelet, convocou nesta sexta-feira a abertura de um debate nacional com o objetivo de abrandar a proibição ao aborto em seu país. O Chile possui uma das mais restritivas leis do mundo sobre o tema.

Bachelet chamou o debate público e anunciou a intenção de apresentar daqui a alguns meses um projeto de lei sobre o tema. Os setores mais conservadores da sociedade chilena criticam a iniciativa da presidente.

Desde a ditadura de Augusto Pinochet, o Chile proíbe o aborto em qualquer circunstância. Bachelet pretende apresentar um projeto de lei que permite a interrupção de gravidez em casos de estupro e risco à saúde da mãe ou do feto, além de casos nos quais esteja claro que o bebê não irá sobreviver ao parto.

Mais de 100 mil abortos ilegais são realizados anualmente no país. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave